quarta-feira, 18 de maio de 2022
21.9 C
Vitória

Mais de 1.600 câmeras e inteligência artificial para combater crimes no ES

Mais de 1.600 câmeras de leitura de placas e de monitoramento panorâmico e 90 balanças de pesagem em movimento espalhadas por 290 pontos em estradas de todo o Espírito Santo, guiadas por inteligência artificial, tudo em tempo real. Este é o Cerco Inteligente, uma plataforma tecnológica de monitoramento veicular lançada, nesta quinta-feira (13), pelo governo do Estado.

O objetivo é fiscalizar e combater crimes de trânsito, evasão fiscal, contra o meio ambiente e a segurança pública. A plataforma foi apresentada em solenidade realizada no Palácio Anchieta, sede do governo, e contou com a presença do governador Renato Casagrande, da vice-governadora, Jacqueline Moraes, e de secretários e representantes das polícias civil, militar e do corpo de bombeiros.

A reunião de diferentes áreas do Executivo, desde as forças de segurança, até a Secretaria da Fazenda (Sefaz) e o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), evidencia a integração entre setores que a plataforma proporciona.

Desenvolvida por um consórcio de multinacionais de tecnologia, a plataforma é composta por um software de big data com inteligência artificial; pontos de coleta de imagens, que são as câmeras de leitura de placas veiculares e panorâmicas; e, por último, as câmeras que calculam o peso dos caminhões em movimento.

A implementação do Cerco Inteligente foi dividida em três etapas. A primeira, já em curso, consiste no treinamento para  reconhecimento e operação da plataforma, que conta hoje com equipamentos instalados e já monitorando 17 locais estratégicos: sete na Serra, cinco em Cariacica, dois em trechos da Rodovia do Sol entre Vila Velha e Guarapari, além de Aracruz, Santa Teresa e São Domingos do Norte, que têm um cada.

No segundo estágio, o Cerco Inteligente terá 177 locais monitorados. Para isso, uma Ordem de Serviço será assinada na semana que vem, com previsão de conclusão da etapa em junho. Caso o treinamento das forças de segurança ocorra dentro do previsto, a terceira fase do programa, com a cobertura total dos 290 pontos estratégicos, deve ser concluída entre novembro deste ano e o início de 2023. O investimento chega aos R$ 139 milhões.

As múltiplas câmeras instaladas realizam funções distintas, que ajudam a identificar mais do que placas de carros, motocicletas, ônibus e caminhões. Em apenas 3 segundos são coletadas marca, cor, modelo e características pontuais, como adesivos, equipamentos extras ou avarias nos veículos que trafegam acima de 80 km/h.

Abaixo dessa velocidade, o tempo de captura sobe para 5 segundos, permitindo que ainda mais detalhes sejam colhidos. A partir daí, a inteligência artificial do programa processa e analisa as informações enviadas para a base de dados, compartilhada com todas as áreas envolvidas: segurança, meio ambiente, trânsito, entre outras, tanto nas sedes quanto nos celulares dos agentes em campo. O tempo de espera não passa de 30 segundos.

O Cerco Eletrônico também atende às demandas do Departamento de Edificações e Rodovias (DER-ES), do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem-ES), e de secretarias como a do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama). O banco de dados permitirá que os organismos municipais e estaduais troquem dados mais fidedignos, completos e em tempo real com instituições como o Ministério Público e as polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF).

Assista à matéria na íntegra:

https://www.youtube.com/watch?v=v1YZ6C58CoI
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -