quarta-feira, 19 de janeiro de 2022
28.3 C
Vitória

    195 mil consultas e exames de vista a partir desta terça (11), em Vitória

    Relacionados

    - Publicidade -

    Mais de 10 mil pessoas aguardam na fila por uma consulta ou exame de vista em Vitória. Para zerar esta fila, a Prefeitura vai ofertar 195 mil atendimentos da especialidade, já a partir desta terça-feira (11), com os primeiros 1.500 casos de maior gravidade oftalmológica.

    As consultas e exames serão realizadas na Santa Casa de Misericórdia de Vitória, de segunda a sexta-feira, sempre a partir das 13h. A expectativa é de que sejam efetuados 100 atendimentos diários. Ao final dos 3 primeiros meses, esse número deve chegar a 6 mil.

    - Publicidade -

    De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sems), pessoas com queixas oftalmológicas devem buscar a Unidade de Saúde (US) mais próxima de onde moram e por meio do agendamento, realizar uma consulta com o médico da família. Caso seja necessário o atendimento com o oftalmologista, o paciente será inscrito na central de regulação da secretaria, que vai providenciar dia e horário para a consulta com o especialista.

    A titular da pasta, Thais Cohen, explica que problemas oftalmológicos estão entre os mais registrados em Vitória e, em muitos casos, trata-se de um simples déficit de visão que pode ser resolvido com o uso de óculos ou lentes de contato. Ela pontua, no entanto, que a rede pública estadual não consegue atender todas as demandas, provocando então as indesejadas filas de espera.

    - Publicidade -

    “A oferta era basicamente realizada pelo Estado. Era basicamente insuficiente. Entendendo que não seriam suficientes, nós tivemos que fazer um grande investimento local”, afirma Cohen, ressaltando em seguida que no primeiro ano da atual gestão, iniciada em 2021, eram 15 mil pessoas na fila de espera. “Durante o ano nós recebemos um quantitativo importante de novos encaminhamentos, então, nós, além de consumirmos os agendamentos novos do ano, também realizamos cinco mil dos que já estavam na fila”, completa.

    Dos 195 mil atendimentos previstos, 20.400 serão de consultas e 174.600 de exames. O valor do edital vencido pela Santa Casa de Misericórdia é de R$ 2 milhões, e os recursos, segundo o prefeito Lorenzo Pazolini, são do próprio município. Ele destaca que o investimento vai zerar a fila de consultas e exames oftalmológicos, atribuições municipais, ao passo que os procedimentos cirúrgicos são de responsabilidade da rede estadual.

    - Publicidade -

    “São consultas e exames que são atribuições do município, que havia represamento e que, agora, nós vamos conseguir dar resposta a essa demanda da sociedade. Era uma demanda muito grande, que já foi baixada no primeiro ano da gestão, mas que agora terá a resposta imediata e célere”, conclui Pazolini.

    Assista à matéria:

    https://www.youtube.com/watch?v=HuXaLePvAlA
    - Publicidade -

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    - Publicidade -