sexta-feira, 19 de abril de 2024
24.4 C
Vitória

Vila Velha começa vacinação contra a dengue neste sábado (24)

Vila Velha está se preparando para dar início à imunização contra a dengue. A cidade, que receberá 11.026 doses, começará a vacinar o público-alvo – crianças de 10 e 11 anos – neste sábado (24/02), mediante agendamento, no Shopping Praia da Costa, das 11h às 18h. As vagas serão disponibilizadas nesta sexta-feira (23), a partir das 15 horas, no site da Prefeitura.

No sábado, serão disponibilizadas 600 doses do imunizante. As vagas para agendamento também serão abertas para imunização na próxima semana, nas seguintes Unidades de Saúde: Coqueiral de Itaparica, Jaburuna, Ponta da Fruta, Ulisses Guimarães, Vale Encantado, Vila Garrido, Paul e Ibes.

A campanha de vacinação abrangerá crianças entre 10 e 11 anos, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde.

“Micael Franco Alves, coordenador do Programa Municipal de Imunização de Vila Velha, explicou que, diante do número limitado de doses disponíveis, a iniciativa estratégica foi adotada visando ampliar o acesso da população-alvo à primeira dose (D1) no menor tempo possível. A previsão de envio da segunda remessa de doses do imunizante é até a segunda semana de março”, disse.

A Secretária Municipal de Saúde de Vila Velha, Cátia Lisboa, destacou que a imunização é uma ação fundamental para evitar as formas mais graves da doença. “Convocamos os munícipes contemplados na faixa etária indicativa que não deixem de se imunizar. A vacina é segura, eficaz e salva vidas”, declarou.

A vacina a ser administrada é a Qdenga, produzida pelo laboratório japonês Takeda. Tetravalente, protege exclusivamente contra os quatro sorotipos do vírus da dengue (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4) e não protege contra outros tipos de arboviroses, como Zika, Chikungunya e febre amarela.

A imunização contra a dengue ocorrerá nas Unidades de Saúde de Vila Velha, mediante agendamento pelo site www.vilavelha.es.gov.br. No momento da vacinação, é necessário apresentar documento oficial com foto.

A dengue, segundo a OMS, é o arbovírus com o maior número de casos na Região das Américas, com epidemias registradas a cada 3 a 5 anos. No Brasil, a primeira epidemia de dengue foi registrada em Boa Vista, Roraima, em 1981, e desde então há registro de casos de forma contínua em todo o território nacional, com ocorrência de epidemias geralmente causadas pela introdução/reintrodução dos diferentes sorotipos.

Atualmente, são conhecidos quatro sorotipos: DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4, cada um apresentando distintos genótipos e linhagens. Em 2023, houve aumento de casos de dengue não apenas no Brasil, mas na Região das Américas.

Alguns dos fatores que contribuem para esse fenômeno incluem as mudanças climáticas, com aumento das temperaturas e pluviosidade que favorecem a proliferação do mosquito, alerta da OMS, a introdução e/ou circulação de um ou mais sorotipos do vírus no país e o crescimento populacional desordenado. A principal medida de controle e prevenção da transmissão da dengue é o controle vetorial.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Vila Velha, este ano, até 17 de fevereiro de 2024, foram registrados 1.505 casos de dengue. Em 2023, foram 14.797 casos. Dados do último Boletim Epidemiológico apontaram que os três bairros com maior número de notificações são Praia da Costa, Ataíde e Glória.

E, neste sábado (24), haverá dois postos de vacinação de rotina por livre demanda: Boulevard Shopping Vila Velha, das 11h às 18h, e em Vale Encantado, no SuperAção, na Praça Álvaro Rocha, das 8h às 14h. No local, serão ofertadas vacinas contra doenças como covid-19 e meningite. As vacinas contra hepatite A e varicela estão em desabastecimento temporário na Rede de Frio Estadual.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Relacionados

- Publicidade -