terça-feira, 18 de junho de 2024
23.9 C
Vitória

Dia Nacional de Combate ao Fumo: campanha alerta para os maléficos de fumar

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, lembrado nesta terça-feira (29), tem como tema proposto pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) “Sabores e aromas em produtos derivados de tabaco: uma estratégia para tornar a população dependente de nicotina” — que vem ao encontro do compromisso que o Governo Brasileiro assumiu ao ratificar a Convenção Quadro da Organização Mundial da Saúde para o Controle do Tabaco (CQCT/OMS) e, desta forma, assegurar o direito à saúde de crianças, adolescentes, jovens e da população em geral.

A campanha visa, em especial, alertar a sociedade sobre o impacto causado pelo uso de aditivos na experimentação, na promoção da iniciação e na captação de crianças, adolescentes e jovens à dependência à nicotina. O público-alvo da campanha é a população em geral.

De acordo com a pneumologista Jessica Polese, os jovens e adolescentes são o maior alvo da indústria do cigarro. “Hoje testemunhamos o aumento deste público consumindo os cigarros eletrônicos, que parecem inofensivos e não são”, pontua.

A campanha toca em um ponto importante além dos malefícios do cigarro sobre a publicidade e acesso ao produto. “Geralmente eles tem, estética arrojada, são coloridos, dão a sensação de atualidade, de tecnologia e parecem inofensivos ou uma coisa legal para se usar, quando na verdade não é, este tipo de cigarro faz com que as substâncias inaladas cheguem rapidamente ao pulmão sem nenhum filtro, com aromas e substâncias que não conhecemos, um perigo”, alerta a médica.

O tabaco é responsável por diversas doenças crônicas, respiratórias, além do câncer do pulmão. Fumantes têm dez vezes mais chances de desenvolver câncer de pulmão, que possui cerca de 30 mil novos casos ao ano, segundo  (INCA). “Causa sobrepeso, obesidade que são fatores de risco para 13 tipos de câncer”, alerta a médica.

Mortes

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que o tabaco mata mais de 8 milhões de pessoas por ano. Mais de 7 milhões dessas mortes resultam do uso direto desse produto, enquanto cerca de 1,2 milhão é o resultado de não-fumantes expostos ao fumo passivo

Doença

O tabagismo é uma doença. A OMS classifica o tabagismo como a dependência da droga nicotina, presente em qualquer derivado do tabaco, seja cigarro, cigarrilha, charuto, cachimbo, cigarro de palha, fumo de rolo ou narguilé.

Após ser absorvida, a nicotina atinge o cérebro entre 7 e 19 segundos, liberando substâncias químicas para a corrente sanguínea que levam a uma sensação de prazer e bem-estar. Essa sensação faz com que os fumantes usem o cigarro várias vezes ao dia. Por sentir prazer, o fumante busca o cigarro em situações de estresse, para “relaxar”.

O Dia Nacional de Combate ao Fumo tem como objetivo reforçar as ações nacionais de sensibilização e mobilização da população para os danos sociais, políticos, econômicos e ambientais causados pelo tabaco. A data foi instituída pela Lei nº 7.488/1.986.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp! Basta clicar aqui

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Relacionados

- Publicidade -