quarta-feira, 29 de junho de 2022
16 C
Vitória

Varíola do macaco: Cientistas encontram DNA no sêmen de pacientes infectados

Pesquisadores estão investigando se a varíola do macaco pode ter transmissão sexual. Isso porque fragmentos do vírus da doença foram detectados no sêmen de uma série de pacientes infectados na Itália, levantando questionamentos sobre essa possibilidade de contagio.

De acordo com os cientistas, o entendimento atual é que o vírus causador da doença se espalha pelo contato próximo com uma pessoa infectada, que pode transmitir o patógeno por meio das lesões características na pele ou por gotículas grandes presentes no sistema respiratório. Muitos dos casos do recente surto estão entre parceiros sexuais que tiveram relação desse tipo.

No entanto, casos de doenças sexualmente transmissíveis como HIV/Aids, clamídia e sífilis são conhecidos por ser causados por patógenos que passam de uma pessoa para outra especificamente pelo sêmen, secreções vaginais e outros fluidos corporais.

Análise

Pesquisadores do Instituto Spallanzani, um hospital e centro de pesquisa em doenças infecciosas em Roma, foram os primeiros a destacar as evidências do vírus da varíola do macaco no sêmen de quatro pacientes na Itália, em um relatório no dia 2 de junho.

Seis de sete dos pacientes no instituto tiveram material genético do vírus encontrado no sêmen. Em um deles, uma amostra testada no laboratório de um dos pacientes sugere que o vírus detectado em seu sêmen era capaz de infectar outra pessoa e de se replicar.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -