quarta-feira, 18 de maio de 2022
21.9 C
Vitória

Covid-19: Vacinação noturna em 5 bairros de Vila Velha a partir de segunda (4)

A vacinação noturna em Vila Velha segue dando oportunidades às pessoas que não conseguem se imunizar contra a Covid-19 durante o dia no município, independente do motivo. A partir da próxima segunda-feira (4) e até a sexta (8), a Prefeitura oferece o serviço, de 17 às 20h, nos bairros Santa Rita, Itapuã, Pedra de Búzios, Santa Inês e Cobilândia, sem a necessidade de agendamento.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), podem se vacinar crianças e adolescentes, de 5 a 17 anos, adultos entre 18 e 59 anos e idosos acima de 60 anos. Há doses (primeira, segunda e reforços um e dois) para todos os grupos informados, de acordo com o estágio do esquema vacinal em que cada pessoa se encontre e os respectivos prazos entre as aplicações.

Agenda:

  • Dia 4/4 (segunda-feira): em Santa Rita, na Unidade Municipal de Ensino Fundamental (Umef) Leonel Moura Brziola, Avenida Capuaba, sem número;
  • Dia 5/4 (terça-feira): Praia de Itapuã, na Escola de Estadual de Ensino Fundamental e Médio Agenor de Souza Lé, Rua Alan Kardec, sem número;
  • Dia 6/4 (quarta-feira): Pedra dos Búzios, na Associação de Moradores do bairro, localizada na Rua Américo Bernardes, número 350;
  • Dia 7/4 (quinta-feira): em Santa Inês, na Umef Guilherme Santos, Rua Bernardo dos Santos, número 1;
  • Dia 8/4 (sexta-feira): em Cobilândia, na UMEF Paulo Mares Guia, Rua Cabiúnas, sem número.

Quem pode se vacinar

• Pessoas com mais de 5 anos de idade que não tomaram a primeira dose;
• Crianças que tomaram a primeira dose de Coronavac há 28 dias ou Pfizer pediátrica há 56 dias;
• Adolescentes que tomaram a primeira dose de Coronovac há 28 dias ou Pfizer há 56 dias;
• Adultos que tomaram a primeira dose de Coronavac há 28 dias, ou Pfizer ou Astrazeneca há 56 dias;
• Adultos de 18 a 59 anos que precisam tomar a dose de reforço e tomaram a segunda dose há 4 meses;
• Idosos, acima de 60 anos, que tomaram a segunda dose há 3 meses.
• Idosos com mais de 60 anos que tomaram a dose de reforço há 3 meses e precisam tomar a quarta dose;
• Pessoas imunossuprimidas, de 18 a 59 anos, que receberam a primeira, segunda dose e a dose adicional há 4 meses, e precisam tomar a quarta dose de reforço;
• Pessoas imunossuprimidas, com mais de 60 anos, que receberam a primeira, segunda dose e a dose adicional há 3 meses, e precisam tomar a quarta dose de reforço;

A Semsa lembra que a dose de reforço vale para as pessoas com mais de 18 anos.

Dados

De acordo com o Painel Covid-19, Vila Velha é o segundo município capixaba em vacinas aplicadas: 843.005 doses. Do total, 365.339 foram de primeira dose, o que representa 75,75% do contingente populacional canela-verde, hoje estimada em 501 mil pessoas. A segunda dose foi aplicada em 334.087 cidadãos, ou seja, em 66,6% da população.

A ferramenta eletrônica do governo do Estado é operada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), que a atualizada diariamente com informações repassadas pelas pastas municipais.

Óbitos

A plataforma virtual também aponta que Vila Velha é a segunda cidade com mais óbitos causados pela Covid-19. Até a manhã desta quinta-feira (31), foram registradas 1.967 mortes. O boletim também aponta 115.856 infecções pelo coronavírus confirmadas, perdendo somente para Serra, que soma 121.103 casos registrados. A taxa de letalidade da doença está em 1,7%.

Três dos cinco bairros de todos os municípios do Espírito Santo em que mais foram registrados casos da doença são de Vila Velha. São eles: Praia da Costa, em segundo lugar, com 13.865 casos; Itapuã, em quarto, com 8.175; e, em quinto, Praia de Itaparica, com 7.841 registros.

Aos dois outros bairros entre os cinco primeiros são de Vitória. Em primeiro está Jardim Camburi, que soma 17.310 casos, enquanto o terceiro lugar pertence a Jardim da Penha, que acumula 10.478 infecções pelo coronavírus desde o início da pandemia, em março de 2020.

Em relação às mortes, a Praia da Costa é o bairro em primeiro lugar com 199 óbitos computados. Em terceiro aparece Itapoã, com 99 mortes, seguido da Praia de Itaparica, onde já se perderam 93 vidas para a Covid-19 e suas complicações.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -