quarta-feira, 18 de maio de 2022
25.9 C
Vitória

Crianças são vacinadas em escolas em Vila Velha

Em uma parceria entre as secretarias de Educação e Saúde com o objetivo de alcançar um maior número de crianças imunizadas, Vila Velha, iniciou a vacinação do grupo nas escolas do município. As Unidades de Ensino Fundamental Leonel Brizola e Alger Ribeiro Bassois foram as escolhidas para darem início ao projeto.

As escolas foram escolhidas de acordo com os bairros que têm uma menor cobertura vacinal em crianças e adolescentes As vacinas são administradas no horário matutino e vespertino, de 8h às 15h. Para receber a dose, os pais e/ou responsável legal deverão assinar a declaração ou estar presente no momento da imunização, portando o cartão de vacina da criança.

E nesta quinta-feira (17), as equipes estiveram presentes na UMEF Alger Ribeiro Bossois, também de 8h às 15h. As imunizações seguirão na próxima semana, em mais três escolas, que ainda serão definidas.

“Fizemos também varredura nos bairros onde havia cobertura baixa. Imunizamos 12 mil crianças, o que corresponde a 26% do total. Nossa expectativa é de vacinar 44 mil crianças. Não iremos descansar enquanto não vacinarmos o último cidadão vilavelhense, mas é preciso que aqueles que ainda não se vacinaram procurem um dos nossos postos de vacinação”, afirma a secretária de Saúde de Vila Velha, Cátia Lisboa.

De acordo com a diretora da UMEF Alger Ribeiro Bassois, Cleudione Franca, a vacinação nas escolas é muito importante para a escola como instituição e para as comunidades, porque isso gera segurança para os alunos, famílias e profissionais da educação. Além disso, a ação também serve para que as crianças possam voltar para escola e terem um ambiente de socialização junto com a equipe educacional.

“A vacinação demanda uma segurança maior para nós, as crianças estarem imunizadas com as vacinas faz com que a gente possa trabalhar com mais segurança. A vacina salva vidas, é muito importante que a família abrace essa causa, para que os filhos possam estar seguros para irem tanto para a escola como para outro ambiente que a família deseja”, disse a diretora.

Baixa procura

De acordo com o subsecretário de Saúde de Vila Velha, Fernando Gustavo da Vitória, o público alvo é de 44 mil crianças a serem vacinadas, e até a última quarta-feira (16), o município estava com um número aproximado de 12 mil crianças vacinadas, o que corresponde a 26% do público total.

“Temos notado que a procura por vacinas tem sido bem baixa em relação a esse público de crianças e adolescentes. Nós estamos mudando as estratégias para alcançar o maior número de pessoas desse público alvo. As informações distorcidas e as falas antivacinas tem prejudicado a busca pela imunização, e como esse público depende diretamente da autorização dos pais, muitos deles estão com receio de levarem os filhos para tomarem a vacina”, explicou o subsecretário.

Fernando destacou que o município tem trabalhado com muita divulgação sobre a importância da vacinação, ampliando os postos de vacinação e a forma que a população pode ter acesso à vacina. Ele explicou que Vila Velha tem hoje uma média de 105 escolas, e que está sendo feito um estudo sobre quais os bairros com menor procura pela vacina, dando preferência para escolas que estão localizadas nesses bairros.

“A gente espera com essa estratégia atingir o maior número de pessoas desse público alvo. Quero incentivar os pais para quando a escola fizer contato avisando sobre o dia da vacinação na escola, o pai ou o responsável faça a liberação por escrito ou compareça junto com a criança e também não esqueça de levar o cartão do SUS, CPF se a criança tiver e a carteira de vacinação”, ressaltou.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -