Jardim Camburi troca repressão por integração com pessoas em situação de rua

0
André Moreira se reuniu com membros do Conselho de Segurança de Jardim Camburi - Foto: divulgação

Moradores de Jardim Camburi, em Vitória, estão mudando a forma de abordagem a pessoas em situação de rua no bairro.

Em uma reunião do Conselho de Segurança do bairro com o vereador da capital André Moreira (PSOL), ocorrida esta semana, foi apresentação a ação que tem contribuído para diminuir ocorrências relacionadas a essas pessoas na comunidade.

Segundo André Moreira, ideias desenvolvidas nas comunidades também podem ser acrescentadas como emenda ao projeto de lei protocolado na Câmara Municipal de Vitória (CMV) na última segunda-feira (16) e que pretende criar na cidade uma Política Municipal para a População em Situação de Rua.

O projeto foi construído, de acordo com o vereador, a partir de iniciativas já existentes em outros estados do país, e após ouvir duas associações que representam moradores em situação de rua em Vitória, a “Sai da Rua” e o “Movimento Nacional da População em Situação de Rua (MNPR)”.

“Jardim Camburi tem uma experiência exitosa nesse sentido. Eles construíram uma abordagem multidisciplinar que, ao invés de perseguir ou maltratar as pessoas em situação de rua, busca a integração e estabelece um relacionamento com elas. Isso mostra que é plenamente possível uma ação que parta do respeito para integrar essas pessoas de alguma forma à comunidade”, avaliou o vereador.

O vice-presidente do Conselho de Segurança do bairro, Aloísio Roberto da Silva, ressaltou que a prática vem sendo empregada desde 2019 quando o conselho construiu um planejamento estratégico e constituiu uma coordenação de assistência social. Segundo ele, as práticas de abordagem passaram a ser multidisciplinares, envolvendo as diversas associações existentes no bairro, a prefeitura, as igrejas batista e católica, além das polícias Civil e Militar.

Um dos índices apontados por Aloísio que indicam o sucesso da iniciativa é a diminuição de pessoas em situação de rua na Praça da Bocha, uma das mais conhecidas do bairro. “Já tivemos 20 pessoas no local e hoje não há nenhuma pessoa nessas condições por lá”, comentou.

Ainda de acordo com Aloísio, a abordagem ajudou pessoas a conseguir emprego e moradia.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp! Basta clicar aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui