sábado, 25 de maio de 2024
22.1 C
Vitória

Equador declara estado de exceção e mantém eleições presidenciais para 20 de agosto

O presidente do Equador, Guillermo Lasso, tomou uma decisão impactante na madrugada desta quinta-feira (10) ao decretar estado de exceção no país, ao mesmo tempo que reafirmou a realização das eleições presidenciais agendadas para o dia 20 de agosto.

O pronunciamento de Lasso veio horas após um trágico incidente, o assassinato a tiros de um dos candidatos à presidência, Fernando Villavicencio, ao sair de um comício em Quito. O ataque deixou nove pessoas feridas, resultando na prisão de seis suspeitos e na morte de um dos suspeitos durante um confronto com a polícia.

Lasso declarou que as Forças Armadas foram mobilizadas em virtude do estado de exceção, com o objetivo de garantir a realização das eleições e a segurança nacional.

“Diante da perda de um democrata e de um lutador, as eleições não estão suspensas. Ao contrário, elas serão realizadas, e a democracia precisa ser fortalecida. Essa é a melhor razão para comparecer às urnas e defender nossa democracia”, afirmou o presidente.

O presidente Lasso também reforçou a postura firme do Equador diante de indivíduos que buscam instilar medo no país, assegurando que as instituições democráticas não cederão ao poder do crime organizado.

O grupo criminoso conhecido como “Los Lobos”, um dos maiores do país, reivindicou a autoria do ataque e afirmou que esse foi o destino de políticos corruptos que não cumpriram suas promessas.

Um vídeo divulgado pelo grupo alega que o ex-candidato teria recebido milhões de dólares para financiar sua campanha.

O governo equatoriano também decretou um período oficial de luto de três dias para homenagear a memória de Fernando Villavicencio.

O Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) emitiu uma nota expressando condolências aos familiares, ao governo e ao povo equatoriano. Com informações do g1.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp! Basta clicar aqui

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Relacionados

- Publicidade -