terça-feira, 9 de agosto de 2022
22.7 C
Vitória

Vereadores discutem na Câmara de Vila Velha: “Tira essa calcinha do rego”, diz Devacir Rabello

A sessão realizada na Câmara de Vereadores de Vila Velha na última quarta-feira (3) gerou muitos comentários. O motivo, ofensas homofóbicas feitas pelo vereador Devacir Rabello (PL) contra o colega Renzo Mendes (PP).

A sessão era transmitida ao vivo pelo canal da casa no YouTube. Enquanto o vereador Devair discursava, ele se incomodou com o barulho no local e reclamou. Renzo Mendes não gostou da forma que o colega falou, disse que era quebra de decoro e solicitou respeito à presidente da sessão. O parlamentar do PL se irritou e disse para Renzo Mendes:

“Você está nervosinho demais. Tira essa calcinha do rego. Você não é essa bichona toda não.”

A declaração gerou polêmica e Devacir Rabello divulgou uma nota pedindo desculpas. Confira:

Por meio de nota, o vereador se manifestou e disse o seguinte: “Nesta quarta-feira (3), em Sessão Ordinária na Câmara Municipal de Vila Velha, enquanto realizava meu pronunciamento, na forma regimental, fui interrompido e/ou atrapalhado em diversas oportunidades, inclusive com manifestação de apoio da presidente em exercício, vereadora Patrícia Crizanto, tentando restaurar a ordem para garantir meu direito de fala a todo momento.

O regimento interno da Casa é claro em seu Art. 230, inciso V, onde informa que o orador não pode ser interrompido, a não ser através de apartes ou para formulação de questões de ordem. O que não era o caso.

Pela gravação à disposição de todos, é perceptível uma movimentação de plenário de modo a atrapalhar o desenvolvimento legítimo do nosso raciocínio e direito regimental de fala.

Vale ressaltar que o parlamento é a casa do debate, onde os temas relevantes da sociedade são trazidos pelos vereadores eleitos democraticamente, independente do seu viés ideológico e posição política.

Jamais me comportei de modo a tumultuar a sessão e tampouco interromper algum orador por discordar do seu pronunciamento.

Caso tenha cometido algum excesso e algum vereador tenha se sentido ofendido, desde já peço desculpas, pois, não tenho compromisso com o erro e, como qualquer ser humano, posso ter cometido alguma falha, sobretudo em um ambiente de debates acalorados como é o parlamento.

Reitero meu profundo respeito por todos os vereadores dessa Casa de Leis, que disputaram comigo a eleição mais difícil da nossa história, em meio à uma pandemia, e hoje tem a responsabilidade de representar uma cidade que está retomando o seu protagonismo, graças também a contribuição de todo colegiado, um parlamento independente, que, em harmonia com o executivo, tem transformado a nossa Vila Velha”.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -