quarta-feira, 29 de junho de 2022
16 C
Vitória

Porte de arma para agentes socioeducativos vai à votação

Ficou para esta terça-feira (14) a votação do Projeto de Lei Complementar (PLC) 38/2019, na Assembleia Legislativa, que garante porte de arma aos agentes socioeducativos.

O projeto é de autoria do ex-deputado e atual prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos).

Com votação adiada por três vezes, o projeto tramita desde 2019 na Assembleia e já passou pelas comissões de Justiça, Segurança, Assistência Social e Finanças.

A proposta também garante outras prerrogativas aos agentes socioeducativos do Iases, como identidade funcional e prioridade no serviço de transporte.

O Fórum Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente divulgou uma nota de repúdio ao projeto.
“Armar agentes socioeducativos é desconsiderar a doutrina da proteção integral anunciada na Constituição Federal de 1988, no art. 227 e consagrada no Estatuto da Criança e do Adolescente (8.069/90). É rasgar as normativas do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo – Sinase (Resolução 119 Conanda, e Lei 12.594/2012)”.
Para o Fórum, a proposta “é mais uma estratégia de militarização do sistema socioeducativo”. A entidade recorda que, nesse sistema, já foi implantado o uso de tecnologias chamadas de não letais, mesmo diante da posição contrária do Conselho Estadual de Direitos Humanos (CEDH) e do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente (Criad).
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -