quinta-feira, 7 de julho de 2022
26 C
Vitória

“Governo do Atraso”, acusa Erick Musso em convenção partidária

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso, fez duras  críticas ao governador Renato Casagrande (PSB) durante a convenção do seu partido, o Republicanos, realizada em um clube de Vitória, na noite desta quinta-feira (19).

Erick disse que  Casagrande “representa o governo do atraso, que deixa paciente morrer na porta de hospital”, referindo-se à morte sem atendimento do adolescente Kevinn Belo Tomé da Silva na porta do Hospital Infantil de Vila Velha (Himaba), no fim de abril.

Ainda de acordo com Erick Musso, “nunca houve turismo no Espírito Santo”, fala que  constrangeu a ex-deputada Luzia Toledo, presente ao evento e pré-candidata a deputada estadual. Luzia foi secretária de Estado do Turismo

O parlamentar disparou ainda contra a Segurança Pública, afirmando que o salário da polícia capixaba é um dos menores do país. Ainda de acordo com Erick, o sistema prisional do Estado é uma panela de pressão prestes a explodir devido à superlotação.

Em ritmo de campanha ao governo do Estado, Erick disse três vezes que o ex-prefeito de Colatina, Sérgio Meneguelli, é o candidato ao Senado do Republicanos.

A insistência em afirmar o nome de Meneguelli ao Senado surge depois de especulações de que o Republicanos pode abandonar o ex-prefeito e apoiar Magno Malta (PL), numa aliança que tiraria o também candidato ao governo, Carlos Manato, da disputa.

Bastante seguro e muito cuidadoso com as palavras, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, fez um discurso inflamado, cheio de frases de efeito e sem tocar no governo do Estado.

Contradizendo Erick, Pazolini disse que a capital nunca recebeu tantos turistas, “tudo devido ao esforço de sua administração”.

 

- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

  1. Faltam, sim, campanhas de Turismo divulgando o ES local e nacionalmente, e faltam tanto estrutura para permanência quanto logística para acesso aos pontos turísticos.

    Da Saúde, basta lembrar que o prefeito da capital compôs o grupo de invasores de hospital a (mando de Bolsonaro), “conferindo” se de fato havia internados por Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -