sábado, 21 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Sérgio Moro e João Dória desistem de concorrer à Presidência

Depois de amargarem percentuais pífios nas pesquisas eleitorais, os pré-candidatos à Presidência da República, Sérgio Moro (Podemos) e João Dória (PSDB) jogaram a toalha e estão fora da disputa.

O ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro deve disputar uma vaga de deputado federal pelo União Brasil, abandonando o Podemos ainda nesta quinta-feira (31).

“A expectativa no União Brasil é de que Moro desista de ser candidato à Presidência da República e concorra a uma vaga na Câmara dos Deputados”, disse nota do partido.

A informação foi divulgada horas após o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), desistir da candidatura ao Planalto.  Com as duas desistências, a terceira via fica esvaziada.

Assim, o ex-juiz se filiará ao partido que uniu DEM e PSL, que formaram a base inicial do governo Bolsonaro. A troca ainda marca a infidelidade de Moro ao senador Álvaro Dias, um dos poucos parlamentares remanescentes da defesa da Lava Jato.

Moro teria decidido deixar o Podemos após ser pressionado pelo partido a transferir seu domicílio eleitoral do Paraná para São Paulo, onde teria mais chances de se lançar a uma candidatura legislativa, caso abandonasse a disputa presidencial.

Esposa do ex-juiz da Lava Jato, Rosangela Moro atendeu aos pedido do Podemos e se filiou ao partido por São Paulo. Ela deve disputar também uma vaga no legislativo federal.

Na última pesquisa PoderData, divulgada na quarta-feira 30, o governador João Dória  soma apenas 3% das intenções de voto e ocupa a quinta colocação, atrás do ex-presidente Lula (PT), do presidente Jair Bolsonaro (PL), do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) e do ex-juiz Sergio Moro (Podemos).

- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -