quarta-feira, 18 de maio de 2022
21.9 C
Vitória

PTB vai fazer três deputados estaduais e dois federais, afirma Tenente Assis

Confiante na retomada da direção geral do PTB no Espírito Santo por seu grupo político, o Tenente Assis acredita no alinhamento do partido à ideologia conservadora para atrair votos da ala de eleitores capixabas que ainda apoiam o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Em  entrevista por telefone, Assis foi bastante otimista ao afirmar que, com essa estratégia de se aproximar das famílias conservadoras, o PTB deva eleger nada menos que três deputados estaduais, numa conta que pode ultrapassar os 200 mil votos. Meta ousada para um partido fragmentado.

“Agora estamos pacificando o partido, trazendo para dentro da sigla nomes de peso no cenário político capixaba. São pessoas que já foram testadas nas urnas e que conseguem ultrapassar a barreira dos 10 mil votos. Vamos ter uma chapa bastante competitiva no PTB em 2022”, revela.

Puxador de voto

Em relação à eleição para deputado federal, Assis afirma que seu nome será um dos puxadores de votos do partido, principalmente em Cariacica, sua base eleitoral, e junto às forças policiais, como a PM, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros, onde o Tenente militou toda a sua vida profissional.

“Vamos fazer dois federais. A tarefa, reconheço, não é fácil, mas a família conservadora capixaba me conhece, sabe dos meus princípios e dos valores que eu represento e defendo para uma sociedade mais igual”, afirma.

Ainda de acordo com Assis, o PTB vai caminhar com o pré-candidato do PL, o ex-deputado federal Carlos Manato para o Governo do Estado. “Ele foi bem na eleição passada e tem confiança de boa parte do eleitorado capixaba. O Estado não aguenta mais governos de esquerda e vamos caminhar para eleger um conservador em 2022”, alfineta.

Assis afirmou que o episódio com o deputado estadual Adilson Espíndula, que teria sido nomeado presidente do PTB em um processo considerado fradulento pela Executiva Nacional, está superado. Segundo Assis, Espíndula é alinhado ao governador Renato Casagrande (PSB) e o parlamentar não teria respaldo do PTB para esse apoio, constrangendo a todos os integrantes do partido.

“O Bruno, nosso presidente estadual, marcou uma reunião para a próxima segunda-feira (21) com o deputado Espíndula. Daremos a ele a chance de se desligar do partido sem nenhum ônus. Não temos alinhamento com o Governo do Estado e não queremos ter. Além disso tem a janela partidária, que é o prazo legal para quem quiser mudar de partido e termina dia 2. Não vamos criar problemas, só não o queremos mais em nossas fileiras”, disse.

Mesmo considerando o governador Casagrande um adversário político, Assis não quis ser enfático sobre o mais recente escândalo de corrupção na Secretaria de Agricultura do Estado, quando um subsecretário foi afastado do cargo acusado de supostamente desviar R$ 800 mil superfaturados na compra de frascos de álcool gel.

“Ainda está na fase de inquérito. Todos são inocentes até que se prove o contrário. Eu defendo que crime de corrupção não tenha remissão de pena. O condenado precisa pagar pelo que fez na íntegra e ressarcir os cofres públicos. Essa impunidade é o que alimenta o crime. Toda corrupção é genocida”, afirmou.

Na possibilidade de Casagrande se reeleger governador,  o Subtenente Assis disse que a possível bancada estadual do PTB vai trabalhar para aprovar o que for bom para o povo capixaba e barrar o que considerar prejudicial ao bom desenvolvimento do Espírito Santo.

Candidato ao Senado em 2018, Tenente Assis obteve quase 250 mil votos, um número expressivo para quem estreava na proporcional nacional. Antes, Assis tinha concorrido ao cargo de vereador em Cariacica. Já em 2020, Assis concorreu à Prefeitura de Cariacica e, por pouco, não passou ao segundo turno, obtendo quase 19 mil votos, ficando atrás da professora Célia Tavares (PT) e do vencedor do pleito, Euclério Sampaio (DEM).

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -