sábado, 21 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

O PP vai caminhar com Casagrande, afirma Arthur Lira

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, foi enfático ao afirmar em evento de filiação do Partido Progressista, em Vitória, que o PP vai caminhar com o governador Renato Casagrande (PSB).

“Vamos acertar se estaremos na chapa de reeleição de Casagrande ou se contaremos com o apoio do governador para eleger um senador do PP pelo Espírito Santo, provavelmente o deputado federal Da Vitória”, afirmou.

O governador Renato Casagrande (PSB) não compareceu ao evento, apesar de ser esperado.

Evento

A direção do PP apostou nas mulheres ligadas à sigla, e com mandato, para abrir o evento de filiação do deputado federal Da Vitória e dos deputados estaduais Raquel Lessa e Marcos Madureira à legenda.

O evento lotou um dos auditórios do Centro de Convenções de Vitória, na tarde desta sexta-feira (11), reunindo deputados federais, estaduais, prefeitos, vereadores e lideranças de diversos segmentos.

Na abertura o tom foi de empoderamento da mulher e da luta feminina para a sua inserção na política em todos os níveis.

Também de mudança para o PP, a deputada estadual Raquel Lessa disse que para uma mulher  entrar e se manter na política ela precisa trabalhar mais que os homens.

“Para nós tudo é mais difícil. Se o deputado José Esmeraldo trabalha,  eu tenho que trabalhar muito mais para ter o mesmo espaço”, alfinetou, citando o colega veterano, sem partido, presente ao evento.

Ex-prefeita de Ibiraçu, Naciene Nascimento fez questão de dizer que não administrou a sua cidade porque é mulher do eterno presidente do PP, o ex-deputado federal Marcus Vicente, apesar de ter sido eleita pelas mãos do marido.

“Ainda há muito o que fazer, mas a mulher capixaba tem buscado o seu papel no cenário político local e nacional”, disse sem refletir que, no Estado, as mulheres são maioria mas ocupam menos de 10% dos cargos políticos.

Coube a Marcus Vicente, secretário de Estado do governador Renato Casagrande (PSB), abrir a fala das autoridades,  saudando a presença do presidente da Câmara dos deputados,  Arthur Lira.

“O PP está organizado nos 78 municípios capixabas. Estamos numa crescente. Temos o Evair de Melo e agora o deputado Da Vitória. E vamos fazer mais dois deputados”, previu.

Por falar em Evair de Melo, o deputado federal vem destoando da Executiva Estadual e Nacional que apoiam o governador Casagrande.

Horas antes da festa de filiação do PP, Evair divulgou um vídeo denunciando o Governo do Estado por ter perdido um repasse federal de R$ 15 milhões,  destinado a um hospital do Espírito Santo.

“Não é denúncia,  é fiscalização. Não dá para perder tanto dinheiro, em época de pandemia,  por fata de ações de governo” , acusou.

Filiação

Além da deputada Raquel Lessa, o também deputado Marcos Madureira assinou a ficha de filiação ao PP. Madureira já tinha cerrado fileiras no partido e disse que “se sentia em casa”.

O fim do evento ficou para as estrelas da tarde:  Da Vitória e Arthur Lira.

Ao som do Tema da Vitória,  que imortalizou o campeão Ayrton Senna, Da Vitória assinou a ficha e foi surpreendido pela bateria de uma escola de samba. Os ritmistas quebraram o protocolo e deram uma volta no salão.

Numa verdadeira demonstração de força, o PP colocou, numa sexta-feira  à tarde, boa parte dos políticos capixabas dentro de um salão calorento, sob a promessa de tornar o partido a maior agremiação do Estado.

Econômico em sua fala, o presidente da Câmara dos Deputados afirmou que o fortalecimento partidário é a única forma de conduzir a democracia.

“Temos que sair daqui com o compromisso de tornar o Espírito Santo ainda maior. Faço convite para todos os prefeitos que estão aqui para ingressar em nosso partido, trazendo quem puder”, pediu.

 

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -