sábado, 21 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Casagrande lota auditório, recebe apoio de 10 deputados e mostra força

Os deputados estaduais Vandinho Leite (PSDB) e Fabrício Gandini (Cidadania) anunciaram que os seus respectivos partidos vão formar uma Federação Nacional e caminhar juntos nas eleições de outubro.
O anúncio aconteceu durante o 27° Congresso Estadual do PSB, realizado neste domingo (27) em um salão de festas lotado na Praia do Canto, em Vitória.


O evento mais parecia uma festa de louvor ao governador Renato Casagrande, recebido como estrela na abertura do evento, que começou com 1h30 de atraso.
Do lado de fora do Congresso alguns motoristas de prefeitos e cargos comissionados até tentaram esconder os carros oficiais em ruas paralelas ao evento.
Um absurdo completo, já que o dinheiro para a compra do carro e da gasolina vem dos cofres públicos e o evento de Casagrande era partidário, por tanto privado.
Além do apoio dos deputados estaduais, dezenas de prefeitos, vereadores, secretários e servidores comissionados prestigiaram a aclamação de Casagrande e a recondução de Alberto Gavini à presidência Estadual do PSB.
A deputada estadual Janete de Sá, que já foi do PSB e rompeu com Casagrande, está de volta ao ninho Socialista.
O Anúncio foi feito durante o Congresso, deixando a “clack” levada por Janete em delírio.
O presidente do PCdoB no Estado, Neto Barros, bateu no prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos) dizendo que “é preciso impedir que essa gente que invade hospital tome conta do poder, trazendo atraso e retrocesso ao Estado e ao país”, alfinetou, lembrando do patético episódio em que Pazolini e mais alguns parlamentares, numa ação tresloucada, invadiram um hospital para, supostamente, fiscalizar se as pessoas estavam morrendo de Covid 19. A equipe de “fiscais” obedecia um chamamento do presidente do Brasil.
Neto Barros também bateu pesado no presidente Jair Bolsonaro, bradando que o mandatário representa o autoritarismo e o atraso. Estranhamente, Barros rasgou elogios ao senador Fabiano Contarato, filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) e possível candidato ao governo do Estado contra Casagrande.
Ainda durante o Congresso alguns nomes foram colocados na disputa extraoficial a deputado estadual e federal.
Freitas, Ted Conti, Janete, Bruno Lamas, Paulo Foleto e Gedson Merizio são alguns desses nomes.
Por falar em Contarato, ninguém do PT apareceu no evento. Do PP, só Marcos Delmaestro, quando quem era esperado era Marcos Vicente, eterno alguma coisa em todos os governos.
Elevado à categoria de líder supremo, Casagrande parecia pinto no lixo, só que agora mais convicto que será reeleito. Ao menos foi o que a sua bolha eleitoral mostrou.

- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -