sexta-feira, 6 de maio de 2022
24.9 C
Vitória

Boulos desiste de se candidatar a governador para ajudar o PT em São Paulo

Em quarto lugar nas pesquisas de intenção de voto para o Governo de São Paulo, o ativista político e líder do MTST, Guilherme Boulos (PSOL) desistiu de lançar a sua pré-candidatura ao Palácio Bandeirantes,  devendo concorrer a uma vaga de deputado federal por seu Estado.

“Tomei a decisão de ser candidato a deputado federal por uma razão: ajudar a construir uma grande bancada de esquerda no Congresso. Hoje o Centrão governa o Brasil. Precisamos ter força para a Reforma Trabalhista, o Teto de Gastos e aprovar mudanças populares”, escreveu o candidato nas redes sociais.

O que circula nos bastidores, porém, é a promessa do Partido dos Trabalhadores e do próprio pré-candidato do PT à Presidência, Luiz Inácio Lula da Silva, de que Boulos contará com total apoio do partido para concorrer à Prefeitura de São Paulo, daqui  a dois anos.

Relatos feitos tanto por integrantes das cúpulas do PT e do PSOL dão conta que o aceno a Boulos teria sido feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva numa encontro reservado. Na tal conversa, ocorrida no início deste mês, Lula teria indicado a Boulos que estaria disposto a apoiar o nome de Boulos em 2024 em vez de o PT lançar uma candidatura própria.

Vale lembrar que o desempenho do último candidato petista à Prefeitura de São Paulo, Jilmar Tatto, em 2020, foi pífio, alcançando menos de 9% dos votos válidos.

Nesta mesma disputa, Boulos mostrou ser um nome competitivo e passou ao segundo turno, perdendo para o tucano Bruno Covas, que morreu após assumir a Prefeitura.

Ainda é uma incógnita se o PSOL vai apoiar o candidato do PT, o ex-prefeito da capital do Estado, Fernando Haddad na corrida pelo Governo de SP. Mas em um tuíte, o presidente nacional da sigla, Juliano Medeiros, sinalizou que este é o caminho mais provável.

Em quarto lugar nas pesquisas, Boulos preferiu, assim, confiar nas promessas do PT e tentar uma difícil vaga no Congresso Nacional devido ao volumoso número de candidatos na maior cidade do país.

De acordo com pesquisa Quasest/Genial, o  petista Fernando Haddad lidera as intenções de voto ao Governo de São Paulo. O ex-prefeito da capital paulista aparece com 24% dos votos, seguido por Marcio França (PSB) com 18%, Tarcísio Freitas (sem partido e ministro da Infraestrutura) com 9% e Guilherme Boulos (PSOL), com 7%.

Quem é Guilherme Boulos

Nascido em São Paulo em 19 de junho de 1982, Guilherme Castro Boulos é filho de pais médicos e professores da USP (Universidade de São Paulo).

Formado em Filosofia pela USP, Boulos também é historiador e já trabalhou como professor na rede pública de ensino de São Paulo. Depois de ter se formado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), onde ingressou em 2000, especializou-se em Psicologia Clínica pela PUC/SP, do qual obteve o título de mestre em 2017 pela Faculdade de Medicina da USP.

Aos 15 anos ingressou no movimento estudantil, quando era militante da UJC (União Juventude Comunista). Pouco depois, conheceu o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) e o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), onde permanece atualmente como coordenador.

Também já morou em ocupações encampadas pelo movimento. Boulos ficou conhecido a partir de 2003, quando participou da ocupação de um terreno da montadora Volkswagen, em São Bernardo do Campo.

Também teve participação nos protestos de junho de 2013, em mobilizações contra os gastos para a Copa do Mundo (2014), nas manifestações contra o impeachment de Dilma (2016) e em atos populares contra o Governo de Michel Temer. Em março de 2018, Boulos ingressou no PSOL como pré-candidato à Presidência, tendo a indígena Sônia Guajajara como vice.

Em 2016 a Medalha do Mérito Legislativo foi entregue pela Câmara dos Deputados de Brasília ao ativista. Recebeu, em 2017, da Câmara Legislativa de São Paulo o prêmio Santos Dias de Direitos Humanos.

- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -