quinta-feira, 19 de maio de 2022
20.9 C
Vitória

TSE autoriza desfiliação de Felipe Rigoni do PSB; deputado fala em “liberdade”

O deputado federal Felipe Rigoni foi autorizado a se desfiliar do Partido Socialista Brasileiro (PSB), após decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por quatro votos a três. Em nota emitida à sociedade, o parlamentar fala em “liberdade”. Ele aguardou o posicionamento da corte por mais de um ano. Ao receber convites de dezenas de partidos, afirmou que não tem pressa para definir seu futuro.

O PSB acolheu o deputado em 2018. No comunicado, Rigoni diz se lamentar por terem mostrado visões de mundo tão diferentes ao longo do mandato. “Deixo o partido com a certeza de que sempre agi com ética e transparência. Fiz escolhas conscientes, baseadas em muito estudo, apresentados quando contrariei as orientações da legenda“.

Rigoni, desde a campanha política, deixou claro que atuaria de maneira independente em relação ao posicionamento do partido. Ao votar favorável pela Reforma da Previdência, proposta pelo governo federal, o deputado não seguiu a orientação do PSB, de oposição, e foi suspenso da agremiação.

Em outubro de 2019, entrou na Justiça pedindo a desfiliação.

Confira a nota na íntegra:

A liberdade é um valor essencial para o exercício da plena democracia. Na noite de hoje, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu em favor da liberdade. Por quatro votos a três, após mais de um ano de espera, fui autorizado a me desfiliar do Partido Socialista Brasileiro.

Esta é um vitória que compartilho com todos os 84.405 capixabas que acreditaram em mim em 2018. É também uma vitória da política baseada em evidências, que coloca os interesses do país acima de questões partidárias e ideológicas.

Agradeço ao PSB pelo acolhimento que tive em 2018, ocasião da assinatura da carta-compromisso com o Movimento Acredito. Lamento que nossas visões de mundo tenham se mostrado tão diferentes ao longo do mandato.

Deixo o partido com a certeza de que sempre agi com ética e transparência. Fiz escolhas conscientes, baseadas em muito estudo, apresentados quando contrariei as orientações da legenda.

Recebi convites de dezenas de agremiações e, no momento, não tenho pressa para definir meu futuro partido.

Seguirei trabalhando em Brasília pela população capixaba, com foco na construção de soluções para nosso país“.


Prefeitura do interior anuncia ‘kit-covid’ gratuito para pacientes sem confirmação de Covid-19

Foto: Reprodução

A Prefeitura de São Mateus está divulgando em caixa alta em seu Instagram que passou a adotar “mais uma importante medida de combate à pandemia: o tratamento imediato dos sintomas da Covid-19”. Trata-se de disponibilizar gratuitamente Azitromicina, Ivermectina, Dipirona, Paracetamol, Vitamina C, Vitamina D, Ambroxol e Prednisolona, conforme estabelece protocolo municipal, de acordo com a publicação, que ressalta a intenção de tratar preventivamente os sintomas da doença.

A “farmacinha” que o cidadão poderá adquirir sem custos mediante prescrição médica é chamada pelo Executivo de “Kit de Tratamento Imediato”. E o objetivo: “enquanto o paciente espera pelo resultado do exame, possa se tratar, de forma gratuita, dos sintomas”.

Ou seja, mesmo sem nenhuma confirmação de que está com Covid-19, o cidadão adoentado poderá se tratar com remédios cuja eficácia nunca foram comprovadas no combate ao coronavírus, quando muito provaram-se ineficazes ou prejudiciais.

A ivermectina é um antiparasitário cujo próprio fabricante, o laboratório americano MSD (Merck Sharp and Dohme), não recomenda o uso no combate ao vírus. Enquanto loroquina (antimalárico baseado na mesma substância da hidroxicloroquina), pode causar efeitos colaterais como perda de visão, cefaleia e fadiga, segundo estudo publicado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Segundo estudo publicado por coalização de cientistas brasileiros na revista inglesa The Lancet, uma das mais respeitadas publicações científicas do mundo, a Azitromicina não resultou em melhora clínica dos pacientes em estado grave da Covid-19.

De acordo com suas bulas, Dipirona e Paracetamol são analgésicos e antitérmicos comumente receitados para pacientes de doenças respiratórias; Ambroxol é um xarope de uso adulto e pediátrico para auxiliar na expectoração e aliviar irritações na garganta; e Prednisolona é um remédio que age como anti-inflamatório e imunossupressor usado no tratamento de doenças de pele, reumatismo, doenças respiratórias e oftálmicas, câncer e outras enfermidades. Nenhum desses medicamentos é indicado para Covid-19.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e especialistas, não há tratamento precoce contra o novo coronavírus. Em outubro de 2020, a entidade publicou estudo confirmando a ineficácia desses medicamentos para tratar pacientes de Covid-19.


Multa de até R$ 20 mil para quem furar fila da vacina contra Covid-19 em Vitória

Foto: Marcelo Camargo | Agência Brasil

Quem furar a fila da vacinação contra Covid-19 em Vitória poderá ser multado em até R$ 20 mil. É o que define o Projeto de Lei (PL) 65/2021, mirando tanto o responsável por aplicar o imunizante quanto a pessoa vacinada ou seu representante legal, bem como o responsável por oferecer  qualquer vantagem para obter a vacina. O texto foi protocolado e aprovado nesta segunda-feira (12), em sessão extraordinária, e segue agora para a sanção ou veto do prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos).

Segundo o PL, assinado por 10 parlamentares, dentre eles o líder do governo na Casa, vereador Leandro Piquet (Republicanos), os valores decorrentes das multas aplicadas deverão ser revertidos ao financiamento de medidas de combate e prevenção ao coronavírus.

O projeto também determina a veiculação de campanhas informativas e de conscientização sobre a importância da vacinação, além do respeito à ordem estabelecida nos cronogramas de imunização do Ministério da Saúde e dos Executivos estadual e municipal. A este cabe a posterior regulamentação da matéria.

“Quero agradecer aos colegas que aderiram e ajudaram na contribuição desse processo. Nós deixamos de lado qualquer tipo de ideologia, neste momento, e nos voltamos totalmente para o combate da pandemia. Isso é democracia”, destacou Piquet.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -