segunda-feira, 16 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Senado aprova requerimento de Rose de Freitas (MDB-ES) para convidar Pazuello a dar explicações sobre pandemia

O Senado Federal aprovou, nesta quinta-feira (4), requerimento apresentado pela senadora capixaba Rose de Freitas (MDB) convidando o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para prestar esclarecimentos sobre a “falta de destreza” do governo federal no enfrentamento à pandemia de Covid-19 e o atraso da vacinação.

A parlamentar foi às redes sociais comemorar a aprovação, ocorrida na primeira sessão deliberativa da nova legislatura. Ainda não há data específica para que Pazuello se apresente aos senadores, mas é possível que isso ocorra já na próxima semana.

Durante a sessão ordinária, Rose – que participou dos trabalhos de maneira remota por causa do isolamento praticado devido à pandemia – criticou a falta de informações oriundas do Executivo, afirmando que notícias relacionadas ao enfrentamento ao coronavírus e a vacinação surgem apenas na imprensa.

“Nós vivemos das informações da mídia. É importante que ele (Pazuello) compareça, pois estamos em um dos piores momentos da pandemia”, ressaltou a senadora.

 


Deputados querem priorizar diversas categorias em Plano de Imunização no ES; saiba quais

Foto: Divulgação/Ales

Desde o início da vacinação contra a Covid-19 no Espírito Santo, deputados estaduais capixabas apresentaram propostas para priorizar determinadas categorias profissionais no plano de imunização estadual. Os projetos, inclusive, já estão tramitando na Assembleia Legislativa (Ales).

O PL 17/2021, do deputado Adilson Espindula (PTB), prioriza vacinação para agricultores e feirantes. Com objetivo similar, o PL 22/2021, do deputado Renzo Vasconcelos (Progressistas), inclui agricultores no Plano Estadual de Imunização Contra a Covid-19. Já o PL 18/2021, de Bruno Lamas (PSB), defende a prioridade para profissionais de educação, agentes de segurança pública e trabalhadores bancários.

Lembrando que neste primeiro momento, como determinação do Ministério da Saúde, os grupos prioritários que estão recebendo a vacina são: profissionais da saúde, idosos em casa de permanência, indígenas e deficientes institucionalizados.


Antes tarde do que nunca

A Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) enfim adotou a linguagem em Libras durante as transmissões das sessões via TV Ales.

A medida, já incorporado em diversas instituições públicas do ES e por todo o país, chega à principal Casa legislativa capixaba após esforços conjuntos de vários deputados, como Doutor Hércules (MDB), Bruno Lamas (PSB), Janete de Sá (PMN) e Capitão Assumção (Patri), que reservaram debates e produção de matérias que levassem adiante a ideia do projeto.

Ponto para a inclusão, e, com isso, ponto para a democracia. Leia mais notícias sobre a Ales, como os bastidores da reeleição de Musso na presidência da casa.


“Eu não sou e nem serei mais candidato à deputado estadual”, anuncia Erick Musso sobre 2022

Deputado Erick Musso (Republicanos) havia conseguido a reeleição; pleito foi anulado pelo mesmo. Foto: Tati Beling/Ales

“Eu não sou e nem serei mais candidato a deputado estadual”, assim adiantou o deputado estadual Erick Musso (Republicanos) durante coletiva de imprensa após sessão ordinária que coroou sua reeleição como presidente da Assembleia Legislativa para os próximos dois anos.

Perguntado sobre uma disputa ao Congresso Nacional em 2022, Musso despistou dizendo que ainda é muito cedo para falar disso e que tem dois anos de muito trabalho pela frente, e ainda deixou no ar que “o futuro a Deus pertence”. 


Deputado Sergio Majeski – Foto: Divulgação/Ales

Majeski (PSB) aciona OAB-ES contra reeleição de Erick Musso na Ales

O Deputado Estadual Sérgio Majeski (PSB) protocolou dois ofícios nesta sexta-feira (29) para tentar impedir a reeleição do atual presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo (Ales), Erick Musso (Republicanos), e convocar novas eleições para a Mesa Diretora.

No documento, o parlamentar argumenta que a nova posse fere os princípios republicanos e democráticos, com base as reconduções ilimitadas. Ou seja, os deputados estaduais podem assumir a presidência sem limite de candidaturas.

Majeski pede que a Ordem dos Advogados do Brasil Seção Espírito Santo (OAB-ES) e o Partido Socialista Brasileiro (PSB) deem entrada com Ação Direta de Inconstitucionalidade, tendo em vista que ele não pode solicitar o pedido – que se restringe aos governadores, procurador-geral da Justiça, partidos políticos de representação na Assembleia e outras entidades.

Os ofícios seguem a limitar do Superior Tribunal Federal (STF), emitida por Alexandre de Moraes em dezembro de 2020, que barrou a reeleição no Legislativo de Roraima, sob o argumento de vedar reeleições sucessivas para os cargos de mesa diretora das Casas de Leis – assim como na Câmara e no Senado -, o que permite um novo entendimento jurídico no país.

No Espírito Santo, contudo, a constituição permite que os parlamentares possam ser conduzidos à presidência por um número indefinido de biênios.

O presidente Erick Musso em plenário da Ales. Foto: Tati Beling | Ales

O deputado Erick Musso preside a Ales desde 2017 e concorre ao terceiro mandato consecutivo. Se reeleito, assumirá a próxima legislatura nesta segunda-feira (01).


Felipe Rigoni declara apoio a Baleia Rossi para presidência da Câmara dos Deputados

A eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados acontece na próxima segunda-feira (1°). Ao todo, nove parlamentares concorrem à presidência da Casa, dos quais Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP) são os favoritos. E o capixaba Felipe Rigoni (PSB) declarou, nesta quinta-feira (28), apoio ao emedebista.

“Após dialogar com os candidatos que disputam a presidência da Câmara, decidi pelo voto no deputado Baleia Rossi. Dele ouvi o compromisso de dar andamento à agenda de reformas, tirando da gaveta questões urgentes como a modernização do nosso sistema tributário”, escreveu Rigoni em suas redes sociais.

O Rossi é o indicado de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para sucedê-lo na presidência da Câmara. Lira tem o apoio do Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). No centro da disputa está a disposição para pôr em votação projetos de interesse do governo (atribuição do presidente da Casa), como pautas de costumes e de flexibilização do acesso às armas de fogo, ou a resistência a um alinhamento imediato ao Executivo, bem como a chance de tocar manter engavetado os cerca de 60 pedidos de impeachment de Bolsonaro.

É na “independência” que Felipe Rigoni se situa. “No ano passado, a Casa atuou com independência e priorizou ações de socorro a trabalhadores e empresários durante a pandemia. Passaram pelo Congresso iniciativas fundamentais, como o Auxílio Emergencial e a verba extra para compra de vacinas”.

Por fora correm: Luiza Erundina (Psol-SP), Marcel Van Hattem (Novo-RS), Fábio Ramalho (MDB-MG), Alexandre Frota (PSDB-SP), André Janones (Avante-MG), Capitão Augusto (PL-SP) e General Peternelli (PSL-SP).


Obras no ES, saudades e eleição na Câmara no abraço de Neucimar e Bolsonaro no Planalto

Foto: Divulgação

O deputado federal Neucimar Fraga (PSD) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniram, nesta quarta-feira (27), no Palácio do Planalto, sede do governo federal em Brasília. A pauta oficial: obras de mobilidade urbana e ferroviária no Espírito Santo. Os sussurros extraoficiais: eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.

Os ofícios. Conclusão do Contorno do Mestre Álvaro; continuidade das obras da BR-447, que ligará a BR-262 ao Porto de Vila Velha; inclusão da BR-262 no processo de concessões do governo federal; e a construção da Ferrovia Litorânea Sul (F118), estrada de ferro com 577 km de extensão ligando o Espírito Santo à cidade de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Segundo Neucimar, tudo foi encaminhado ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

Os afagos. Parlamentar e presidente aproveitaram para, abraçados, matar a saudade que sentiam um do outro, lembrando do tempo que passaram juntos no Congresso. “Somos velhos amigos de Legislativo. É uma satisfação muito grande reencontrá-lo aqui neste momento. O Brasil precisa muito do trabalho do parlamento e Neucimar é uma pessoa que vai realmente nos ajudar, afirmou Bolsonaro. “Me apresentei para ajudá-lo a enfrentar os desafios do Brasil, a servir a nossa pátria e ajudar o nosso estado”, devolveu o deputado, que já bateu muita bola com o ex-colega de Plenário, parceiro de futebol.

Os sussuros. A Cinco dias da eleição para a presidência da Câmara, marcada para o dia 1° de fevereiro, o governo federal vem buscando condensar o apoio a Arthur Lira (PP-AL) contra contra Baleia Rossi (MDB-SP), a ponto de Jair Bolsonaro admitir, nesta quarta, interferência na disputa. Em live transmitida pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP), durante café da manhã com deputados de seu último partido, o presidente disse que “se Deus quiser” vai “influir na presidência da Câmara”. Neucimar e outros cinco deputados apoiam o candidato bolsonarista.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -