quarta-feira, 18 de maio de 2022
25.9 C
Vitória

Após aprovação de medida provisória, Rigoni defende mais agilidade na imunização contra a Covid-19

A Câmara dos Deputados aprovou na última terça-feira (23) a Medida Provisória 1026/21, que facilita a compra de vacinas, insumos e serviços necessários à vacinação contra a covid-19. O texto, que segue para apreciação no Senado, traz regras mais flexíveis para a aquisição dos insumos.
O relatório aprovado determina que a aplicação de vacinas nos brasileiros deverá seguir o previsto no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. Estados e municípios poderão comprar e aplicar vacinas caso a União não adquira doses suficientes para a imunização dos grupos previstos.
Segundo o deputado federal Felipe Rigoni (PSB), a vacinação em massa é a maior prioridade do país hoje. De acordo com ele, nem 3% da população brasileira foi imunizada e não será possível recuperar a economia e voltar a gerar empregos enquanto não houver uma vacinação ampla dos trabalhadores.
“O risco sanitário da pandemia, sobretudo agora com as novas variantes, afeta o planejamento das empresas, traz insegurança para os investidores e coloca vidas em risco. A vacinação é o melhor caminho para fortalecer o país e vencer a crise”, defendeu Rigoni.

Vereadores divergem em projeto para mudança de nome da Avenida Dante Michelini

Um antigo debate voltou a tona na Câmara Municipal de Vitória na sessão ordinária da última segunda-feira (22). O projeto de autoria do ex-vereador Roberto Martins (Rede), que autoriza a mudança de nomes de ruas, escolas, praças e outros bens públicos foi rejeitado gerou debates.

A discussão acalorada foi sobre a mudança de nome da Avenida Dante Michelini, uma das principais vias da Capital, que leva o sobrenome de dois dos três assassinos da menina Araceli Cabrero Crespo, assassinada com apenas oito anos de idade em 1973 após ser sequestrada.

A vereadora Camila Valadão (Psol), foi uma das poucas a defender o projeto, e falou sobre a importância simbólica e histórica da alteração. De acordo com a parlamentar,  o assassinato da Araceli rememora todos os anos as inúmeras violações e abusos sexuais sofrido por meninas e meninos em todo o país.

Foto: Reprodução/Instagram @camilavaladaopsol

“Esse é um tema que esta Casa deve debater, porque renomear o nome da Dante Michelini significa também fazer justiça com essa história. Significa a gente explicitar que meninas que foram barbaramente executadas, como foi a Araceli, merecem ser homenageadas sim, ao invés de mantermos naquela avenida o nome da família que, inclusive, contribuiu na época para proteger os assassinos da menina Araceli Crespo”, refletiu.

Contra a mudança

Aproveitando a discussão, o vereador do Cidadania, Maurício Leite, subiu na tribuna para elogiar a trajetória dos Michelini e relembrou algumas das contribuições dos empresários da família. O vereador argumentou que a família não pode continuar pagando pelos “erros” cometidos no passado.

Foto: Reprodução

“Eu posso pagar pelo erro de um filho meu ou de um neto? Infelizmente, erros existem. Essa família já vem pagando por um erro cometido lá atrás, agora nós não podemos julgar o Dante Micheline pelo erro dos outros . O crime existiu e isso não pode acontecer. Mas nós não podemos criminalizar terceiros por causa do erro de um”, disse.

Quem também defendeu a família Michelini e emendou um versículo bíblico como argumento foi o vereador Armandinho Fontoura (Podemos): “os filhos não pagarão pelos pecados dos pais e nem os pais pagarão pelos pecados dos filhos”. O vereador do Podemos se disse contrário à mudança do nome da menina. No entanto, na mesma fala, propôs que a avenida levasse o nome do ex-governador Gerson Camata, assassinado em 2018.

Foto: Reprodução

“Se for para fazer uma homenagem, se o problema for o nome da avenida, que eu não sou a favor de trocar, mas se tiver que fazer vamos homenagear um capixaba que não tem nenhuma homenagem ainda, porque faleceu recentemente vítima de um crime bárbaro o ex-governador Gerson Camata. Vamos transformar a avenida em Avenida Gérson Camata, para homenagear quem merece. Homenagear uma pessoa que teve sua vida tirada de maneira bárbara nas ruas da Praia do Canto em plena luz do dia. Para quê? Para não virar disputa política”, disse.


No Diário Oficial do último dia 19, houve a publicação de um decreto (18.963) que retira a validade de outros dois decretos (18.834 e 18.835) publicados em referência à designação da vice-prefeita de Vitória como Secretária de Cultura e a retirada de Luciano Picoli da chefia da pasta.

A Capitã Estefane havia sido nomeada por Lorenzo Pazolini (Republicanos) no dia 8 de fevereiro após a recusa do ex-prefeito de Colatina, Sérgio Meneguelli, em gerir a secretaria.

Apanhado das decisões, no Diário Oficial do município de Vitória. Foto: Reprodução

Diante das constantes trocas de comando, eis a questão: afinal, quem assume o cargo?

Questionada pela reportagem, a Secretaria de Cultura de Vitória informou que “quem responde pela pasta é Luciano Picoli e demais informações ainda serão repassadas”.

Leia mais:

https://movimentoonline.com.br/home/2021/02/09/apos-recusa-de-meneguelli-pazolini-nomeia-vice-prefeita-como-secretaria-de-cultura-em-vitoria/


Barra de São Francisco recebe R$ 2 milhões em emendas de Neucimar, aliado do Prefeito

O deputado federal Neucimar Fraga (PSD) visitou neste sábado (20) o município de Barra de São Francisco, cujo prefeito, Enivaldo dos Anjos, é seu correligionário. No encontro, que contou também com a presença de vereadores, o parlamentar participou de solenidade de entrega de veículos, visitou comunidades e anunciou a destinação de R$ 2 milhões em emendas para investimentos na agricultura, saúde e esporte da cidade.

“O prefeito Enivaldo sempre foi nosso parceiro. Esse valor destinado atenderá, principalmente, a área da agricultura para compra de equipamentos”, disse Neucimar em discurso.

Enivaldo dos anjos celebrou a destinação dos recursos e agradeceu ao deputado federal. “É uma honra muito grande receber o deputado que é do nosso partido e hoje nos trouxe a notícia da liberação destes recursos, que vão atingir diretamente o homem do campo. Podemos comprar patrol, uma retroescavadeira, um trator e outros equipamentos que atenderão diretamente os produtores rurais e as estradas do município”, disse o prefeito.


No ES, ministro comenta atrito entre parlamentares e STF e aposta em independência da Polícia Federal

Foto: Reprodução

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (19) no Palácio Anchieta, comentou sobre um possível embate entre judiciário e legislativo em relação ao caso do deputado Daniel Silveira (PSL), preso após publicar um vídeo ameaçando os ministro do STF.

“Não vejo como um embate, vejo como uma situação que ocorreu e que está sendo tratada institucionalmente, acho que o judiciário tem o seu papel, cabe agora o congresso nacional a luz da constituição opinar sobre a determinação e a decisão do judiciário e as instituições democráticas estão funcionando neste sentido”, disse o ministro.

Perguntado se o fato de dois celulares terem sido achados dentro da cela em que o deputado Daniel Silveira estava não afetaria a imagem da Polícia Federal, o ministro respondeu que o órgão tem independência técnica e cabe a ela, uma vez verificada uma situação, fazer as apurações correspondentes.

“Ela tem total independência para atuar em um caso concreto em qualquer circunstância”, ressaltou o ministro.

Decisão

Na tarde desta sexta-feira, e ainda em andamento, ocorre uma sessão na Câmara dos deputados para decidir se será mantida ou não a prisão do deputado. São necessários 257 votos para manter a prisão.

Saiba mais

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -