sábado, 14 de maio de 2022
21.9 C
Vitória

Espírito Santo encerra 1º trimestre com menor taxa de homicídios em 26 anos

O Espírito Santo encerrou o primeiro trimestre de 2022 com a menor taxa de homicídios dos últimos 26 anos. Foram 247 assassinatos, resultados melhores que 2019 e 2021, com 285 e 289 mortes violentas, respectivamente, e que tinham os números mais satisfatórios. Este mês de março também alcançou números menores, com 82 óbitos registrados no período de 31 dias, sendo o menor número desde 1996.

De acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), houve queda no número de homicídios em todas as regiões do Espírito Santo neste 1º trimestre. O destaque fica para o sul, com 44,4% de queda, sendo 15 mortes violentas no período, contra 27 no ano passado. A região Metropolitana, que teve alta no primeiro bimestre, registrou queda de 0,7%.

Já na região norte, os dados mostram uma redução de 13,2% nos assassinatos, com 59 casos nos três primeiros meses de 2022, contra 68 mortes no mesmo período do ano passado. Na região noroeste houve queda de 39,5% nos homicídios e na região serrana o índice foi de 17,6%.

O governador do Estado, Renato Casagrande, parabenizou os integrantes das forças de segurança pública pelo resultado e lembrou dos investimentos realizados na área.

“Vamos chegar a R$ 1,5 bilhão em investimentos nessa área até o final de 2022. Dando condições adequadas de trabalho aos nossos operadores de segurança com investimentos em viaturas, armamentos, tecnologia e infraestrutura. A cada ano estamos reduzindo o número de homicídios e, tendo continuidade nas políticas públicas na área da segurança, podemos colocar o Espírito Santo entre os cinco estados menos violentos do Brasil em poucos anos”, pontuou.

Para o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Márcio Celante, os resultados são fruto de muito esforço integrado entre as forças policiais no combate à criminalidade no Espírito Santo.

“Seguimos no caminho da redução de homicídios, com operações integradas e muito trabalho das nossas forças de segurança. Quero agradecer todo o empenho dos nossos policiais e garantir à sociedade que esse esforço vai continuar. Dentro do programa Estado Presente em Defesa da Vida, avaliamos que alguns pontos precisam de uma atenção maior como, por exemplo, o município de Vila Velha”, declarou.

O secretário de Estado de Governo, Álvaro Duboc, que coordena o programa Estado Presente em Defesa da Vida, reforçou a importância das ações do Governo que levam mais segurança e qualidade de vida aos capixabas.

“Esse trabalho se reflete na queda dos registros de homicídios dolosos. Aliado à ação policial, todos os nossos investimentos, incluindo também a recomposição do efetivo das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros, fazem com que os resultados do nosso trabalho na Segurança Pública venham melhorando, desde o início da gestão”, finaliza.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -