sábado, 23 de abril de 2022
28.3 C
Vitória

Da prisão, “Barão do Petróleo” comandava esquema de combustível adulterado no ES

Apontado como um dos milicianos mais famosos do Rio de Janeiro, Denilson da Silva Pessanha, vulgo “Barão do Petróleo”, chefiava de dentro da prisão a organização criminosa que adulterava gasolina revendida a postos de combustíveis do Espírito Santo. Segundo a Polícia Federal (PF), foi preso em 2020, na Praia da Costa, em Vila Velha, e depois transferido para um presídio do estado vizinho

Pessanha foi vereador em Duque de Caxias, cidade da Baixada Fluminense, mas teria fugido para o Espírito Santo após começar a ser procurado no Rio de Janeiro acusado de furto de combustível em dutos da Petrobras. Segundo a PF, o também conhecido como “Maninho do Posto” seguia comandando a organização criminosa suspeita de adulterar combustíveis em terras capixabas.

O delegado Eugênio Ricas, superintendente da PF no Estado, informou que os postos investigados na Operação Naftalina, deflagrada nesta terça-feira (12), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Receita Federal, eram geridos pelo miliciano, mas estavam em nomes de terceiros.

“Com ele tinham outras pessoas, inclusive familiares, que cuidavam dessa organização criminosa. Parte dessa organização era composta por laranjas, pessoas que sabiam que o nome era utilizado para gerir os postos de combustíveis”, disse o superintendente.

PF e PRF fazem operação para prender quadrilha que adulterava e vendia combustíveis no ES

Ao todo foram expedidos até o momento nove mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária e 27 de busca e apreensão. Além do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, a organização criminosa também atuava no estado de São Paulo.

Os oito postos de combustíveis capixabas que vendiam gasolina adulterada são da Grande Vitória. Do total, cinco estão localizados em Cariacica, dois em Vila Velha e um na Serra. Desde 2020, segundo as investigações, a quadrilha recebia ilegalmente cargas de álcool hidratado e nafta solvente vindas de outros estados brasileiros e depois acrescentavam corante nas misturas, de forma que a tonalidade se assemelhasse à cor da gasolina.

“O material transportado era um solvente chamado nafta e álcool hidratado. Tudo indica que a organização misturava o álcool com a nafta e colocava corante para parecer gasolina. Mas, na verdade, não se tratava de gasolina. É um produto adulterado que pode danificar os carros e prejudicar os consumidores”, relatou o Ricas.

Perito da PF, Sérgio Cibreiros explicou a forma de adulteração adotada pela quadrilha. “Eles pegavam esse solvente utilizado em empresas para fazer tíner, querosene e outros solventes usados em empresas de tinta. Eles pegavam esse solvente e misturavam com álcool hidratado”, elucidou.

Postos são lacrados por vender combustível adulterado. Veja a lista

Os investigadores identificaram ainda um pátio clandestino em Vila Velha. O local era utilizado pelos criminosos como estacionamento de caminhões-tanques e para a adulteração da gasolina, posteriormente revendida para os postos.

A falsificação da gasolina teria rendido R$ 38 milhões à organização criminosa, estimam os investigadores. A pena para os envolvidos pode chegar a 41 anos de prisão, caso a Justiça os considere culpados.

Ainda de acordo com as investigações, os criminosos teriam lucrado cerca de R$ 38 milhões com o esquema fraudulento. Se considerados culpados pela Justiça, os envolvidos no esquema podem pegar até 41 anos de prisão.

Veja a lista dos postos de combustível onde a gasolina adulterada era vendida

  • Posto Gallo – Rodovia Governador José Sete, Cariacica;
  • Posto São Geraldo – Cruzamento da Rua São Roque com a Rua Águia Branca, Vale Encantado, Vila Velha;
  • Posto Frontier – Cruzamento da Rua Vicente Celestino com a Rua Santana, Campo Grande, Cariacica;
  • Posto As Eirelli – Avenida Fernando Antônio, 579, Bela Aurora, Cariacica;
  • Posto Nova Marca – Rodovia Norte-Sul, ao Lado do Terminal de Carapina, Rosário de Fátima, Serra;
  • Posto Jupter – Rodovia do Sol, 1796, Praia de Itaparica, Vila Velha;
  • Posto Bremenkamp – Cruzamento da Avenida Bahia com a Rua Mariano Firme, Valparaiso, Cariacica;
  • Posto Rio Marinho – Cruzamento da Rua Principal com Rua Ovídio, Rio Marinho, Cariacica.
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -