segunda-feira, 16 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Polícia Militar prende terceiro suspeito da morte do sargento Romania. Ainda faltam dois.

A Polícia Militar prendeu, na manhã desta quarta-feira (02), mais um dos homens suspeitos de envolvimento no assassinato do sargento Marco Romania, ocorrido no último dia 16 de fevereiro. A prisão aconteceu após a PM receber denúncias anônimas de que o indivíduo, Bruno Rocha Donato, teria invadido uma casa no bairro São Benedito, em Vitória. 

Bruno é o terceiro suspeito de envolvimento nesse crime preso pela Polícia Militar. Outro homem e um adolescente suspeitos do mesmo crime já foram detidos pelas equipes. Segundo a PM, são cinco os homens suspeitos de participação neste assassinato. 

Segundo o comandante da Força Tática da Polícia Militar, Capitão Almeida,  quando o acusado foi abordado nesta manhã (02) pelos agentes, ele tentou usar uma identidade falsa, mas com a ajuda do Serviço Reservado de Inteligência, os policiais encontraram a verdadeira identidade do suspeito.

“Recebemos uma informação anônima de que um indivíduo teria invadido uma residência em Tabuazeiro e que ele poderia ter participação na morte do sargento. Com essas informações as equipes foram para o local. Lá encontramos esse indivíduo que nos deu um nome falso e quando consultamos nosso Serviço de Inteligência, tivemos acesso ao nome verdadeiro dele”, relatou o Capitão Almeida.

E acrescentou: “Quando percebeu que descobrimos a real identidade dele, confessou a participação no crime mas disse que não foi ele quem fez os disparos no Romania. E aí citou os  nomes dos outros indivíduos e apontou as fotos. Vamos atrás”.

O Comandante da Força Tática da Polícia Militar disse também que o trabalho da Polícia Civil com a investigação tem sido muito importante. “Não vou dizer que estamos satisfeitos porque ainda não pegamos todos os envolvidos, mas estamos trabalhando em cima disso. A Polícia Civil está nos ajudando muito com a investigação e a tendência é que a gente consiga o mais rápido possível prender os outros dois suspeitos. Nome a gente tem, foto também, a qualificação e o local de atuação deles. A orientação é que eles se entreguem, mesmo porque a gente já sabe quem são e vamos ficar no encalço  até conseguir deter cada um deles”, declarou.

Relembre o crime

O sargento da Polícia Militar (PM) Marco Romania morreu após ser baleado em um bar, no dia 16 de fevereiro, no bairro Joana D’arc, em Vitória. O sargento, de 53 anos, foi alvejado com pelo menos três disparos. O caso foi registrado, inicialmente, como latrocínio, mas nenhuma hipótese está descartada pela Secretaria de Segurança Pública (SESP). A investigação segue a cargo do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic). 

Testemunhas disseram que o militar estava no bar, com outros moradores locais, assistindo a uma partida de futebol, quando os criminosos chegaram e anunciaram o assalto. O dono do bar e os clientes foram levados até a cozinha, e o sargento encaminhado para o depósito. Depois de alguns minutos, ouviu-se três disparos. Romania foi atingido no pescoço, na cabeça e na nuca. Os suspeitos não roubaram nada do estabelecimento e fugiram com a arma do policial.

A Polícia investiga o número de pessoas que tiveram participação no crime. Na noite da ocorrência, a Polícia Militar convocou todos os postos da Grande Vitória e iniciou as buscas. Um veículo com as mesmas características do que deu fuga aos suspeitos chegou a ser abordado.

Por meio de nota, o cabo Jackson Eugênio Silote, presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Espírito Santo (ACS), disse que acompanha o caso de perto e que foi uma grande perda a morte do policial. 

“Nós estamos acompanhando essa situação desde a hora que aconteceu o fato. A princípio a prioridade da Associação é dar todo apoio à família nesse momento tão difícil e cobrar das autoridades que seja dada uma resposta rápida, para que crimes como esse não virem rotina”, lamenta.

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -