segunda-feira, 15 de abril de 2024
23.8 C
Vitória

Atividade Física: dicas simples para mandar embora o sedentarismo

Certamente você já deve ter ouvido falar que a prática de atividade física oferece inúmeros benefícios à saúde, sendo perigoso ser uma pessoa sedentária.

Quem se preocupa com isso, mas é daquele tipo de pessoa que não gosta de ir à academia ou praticar determinado esporte, saiba que nem tudo está perdido. Existem exercícios simples e até algumas ações que podem ser realizadas no dia a dia para colocar o corpo em movimento.

O sedentarismo pode ser definido como falta de atividade física suficiente e pode afetar significativamente a saúde e a vida da pessoa. Para especialistas em medicina esportiva, a vida sedentária provoca o desuso dos sistemas orgânicos solicitados durante as diferentes formas de atividade física, os quais entram, consequentemente, em um processo de regressão funcional.

“Por isso, o sedentarismo está associado, direta ou indiretamente, às causas ou ao agravamento de diversas doenças, tais como coronariopatias, infarto do miocárdio, hipertensão e doenças cardiovasculares em geral, osteoporose, diabetes, obesidade e até a alguns tipos de câncer, levando à mortalidade prematura”, explica o médico Eduardo Oliveira, que já trabalhou em clube de futebol profissional.

De acordo com o Dr. Eduardo, são inúmeros os benefícios oferecidos pela prática regular de atividade física. Exemplos:

  • Prevenção e redução da incidência de diversos problemas de saúde, como coronariopatias, infarto do miocárdio, hipertensão e doenças cardiovasculares em geral, osteoporose, diabetes, obesidade e até a alguns tipos de câncer;
  • Melhora da autoestima e possibilidade de maior socialização, além da qualidade de vida.

O que uma pessoa precisa fazer para não ser considerada sedentária?

O médico Eduardo Oliveira sugere, como recomendação mínima para adultos, a prática de atividades físicas aeróbias moderadas pelo menos 5 vezes por semana, por no mínimo 30 minutos/dia (150 minutos semana).

Para melhorar o condicionamento, a orientação básica, para atividades físicas aeróbias intensas, é de pelo menos 3 vezes por semana, em sessões de 20 minutos ou mais, mas que totalizem no mínimo 75 minutos semanal.

Algumas sugestões para sair do sedentarismo sem precisar ir, necessariamente, à academia:

1. Tarefas domésticas

Os 30 minutos de atividade aeróbia moderada durante o dia, podem ser feitos em sessões de pelo menos 10 minutos. Por isso, tarefas domésticas com esta duração mínima (lavar roupa/louça, varrer a casa etc.) podem servir para que se atinjam estes 30 minutos recomendados ou até mais.

2. Andar um pouco mais

Fora do ambiente domiciliar, uma dica, de acordo com Eduardo Oliveira, é estacionar o automóvel intencionalmente num local mais distante do trabalho. Com isso, naturalmente a pessoa anda mais sem grandes esforços.

Ir a pé em padarias, mercearias, etc, não tão distantes de casa são algumas alternativas que podem compor uma mudança de hábitos, acrescenta o médico.

3. Bicicleta

Outra sugestão é trocar o automóvel por uma bicicleta para ir ao trabalho ou para realizar ações como ir à padaria, a mercearias, à farmácia, etc.

4. Caminhar

Não gostar de ir à academia não pode ser uma desculpa para não se exercitar. Geralmente a caminhada é uma boa e simples alternativa, especialmente para iniciantes, que não realizam atividade mais intensa, além de poder ser praticada nos mais diferentes lugares e ocasiões.

5. Dançar

A dança também é uma boa alternativa para quem deseja sair do sedentarismo. Ela pode ser praticada em escolas de dança ou mesmo em casa.

6. Pular corda

Pular corda é uma atividade que pode ser realizada em casa ou ao ar livre. É divertida e ainda queima boas calorias.

7. Subir e descer escadas

Subir e descer escadas propositalmente em casa é uma boa maneira de se exercitar sem ter que ir à academia.

A dica é aderir ao hábito de subir e descer escadas sempre que possível. Em casa ou mesmo no trabalho. Ainda que você trabalhe ou resida em um prédio com elevador, pode optar pela escada.

Quando for ao shopping, fuja das escadas rolantes. E em dia de chuva, por exemplo, o médico Eduardo Oliveira afirma que andar no shopping também é uma boa sugestão.

8. Levar o cachorro para passear

Levar diariamente seu cachorro para passear, pelo menos por 30 minutos, é uma maneira de sair do sedentarismo. E fazendo um bem à saúde e ao bem-estar do seu animal de estimação.

De um modo geral, segundo o médico Eduardo Oliveira, uma maneira simples de se exercitar é começar com a caminhada e a corrida, sendo ótimas opções para quem quer praticar atividade física de forma tranquila.

Foco maior na qualidade de vida em 2023

Ernandes Junior no trajeto de sua caminhada – Acervo pessoal

O professor, instrutor, escritor e comunicador, Ernandes Junior, de 48 anos, escolheu a caminhada para ficar em forma, percorrendo de segunda a sexta-feira, em média, 25 km.

O trajeto tem início no bairro Barcelona e vai até a BR-101, retornando depois para casa.

Ernandes disse que não consegue ficar sem atividade física e o ritmo dos exercícios ficou mais intenso este ano. Ele acrescentou: “mesmo com os dias corridos, não abro mão de separar um tempo para cuidar da saúde”.

Orientação médica

O Conselho Federal de Medicina (CFM) recomenda que todos os que pretendem iniciar atividades físicas façam um check-up médico para detectar qualquer fator de risco, sinais ou sintomas que possam indicar problemas na saúde do coração, pulmões, rins, glândulas, ossos e músculos.

No caso de pessoas assintomáticas, uma conversa e um exame físico costumam ser, na maioria dos casos, suficientes para uma avaliação eficaz. Já os indivíduos com sintomas de doenças cardiovasculares devem ser encaminhados para uma consulta com um cardiologista.

O paciente com hipertensão, por exemplo, pode se beneficiar da prática de exercícios aeróbicos. Mas, dependendo do resultado, o médico irá desaconselhar as atividades físicas, como nos casos de insuficiência coronária instável e miocardite.

É importante ressaltar que, se surgirem sintomas ou sinais que indiquem que algo está errado com o corpo durante a prática, é recomendado interromper o exercício e procurar um médico outra vez para uma nova consulta.

OMS sobre a atividade física

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a rotina de exercícios previne ou ameniza inúmeros problemas físicos, como mortes prematuras, doenças do coração, acidente vascular cerebral, câncer de cólon e mama.

Além disso, uma pessoa ativa se previne do ganho de peso e da osteoporose, malefícios recorrentes na população.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp! Basta clicar aqui

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Relacionados

- Publicidade -