segunda-feira, 4 de dezembro de 2023
26.6 C
Vitória

Luís Castro diz que decidirá futuro nesta sexta: “Botafogo é muito maior do que as pessoas”

Luís Castro não anunciou o seu futuro na entrevista coletiva após o empate entre Botafogo e Magallanes por 1 a 1 pela Sul-Americana, nesta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos. Com negociação certa para comandar o Al-Nassr, da Arábia Saudita, o português admitiu que recebeu proposta da equipe saudita, mas não quis anunciar a saída.

“Na terça-feira passada tive uma reunião com John Textor, falamos sobre o momento do clube, sobre a vitória contra o Palmeiras, sobre a janela e sobre o interesse do Nassr que poderia haver em mim. Foi comunicado que não havia nenhuma proposta oficial à altura e seguimos então uma conversa após uma reunião entre meu agente e meu advogado após que houvesse uma proposta oficial, que chegou ontem. Essa reunião será amanhã e eu só vou tomar uma posição após essa reunião.”

Luís Castro não deu garantias de que vai continuar, mas saiu em defesa do elenco e do clube, afirmando que a instituição melhorou muito desde que ele chegou, em março do ano passado.

“Minha vinda para cá foi para reorganizar o clube, para formarmos um elenco competitivo, lutar por algo maior, era um clube que estava vindo da Série B, com vários problemas, não tínhamos campo de treino, um estádio com gramado problemático e colocamos mãos à obra. Conseguimos um lugar para treinarmos, fomos até o Lonier e hoje conseguimos vestiários para todos os lugares, abandonamos compartimentos de dois, três blocos, hoje temos refeitórios. Felizmente hoje temos um estádio renovado, com melhores condições, temos um elenco que continua na Sul-Americana, que está em primeiro lugar no Brasileirão e me deixa muito feliz. Todos foram muito importantes.”

Questionado se a saída para o clube saudita não representaria uma quebra do conceito de família pregado por Castro, ele respondeu da seguinte forma.

“O conceito família não depende só de uma pessoa. Quando se ama, ama-se mesmo ao longe, não é preciso estar junto para se amar. Se eu tomar a decisão após a reunião de amanhã e partir, sei que a família estará instalada. Sei que há um elenco aqui pronto para todas as batalhas. Fique ou parta, o Botafogo é muito maior que as pessoas. O Botafogo jamais será maltratado como maltratam muitas pessoas. Merece o respeito de todos. O Botafogo hoje é um clube respeitado”

A decisão oficial para com o clube carioca será feita nesta sexta-feira. Apesar de já ter comunicado ao estafe de que aceitará a oferta árabe, Luís Castro ainda não falou com pessoas e jogadores do Botafogo sobre a saída.

“Eu sou livre, só tenho que respeitar o meu contrato. A minha liberdade está emparedada por um contrato. E eu respeito. Por quê? Aí eu sou fundamental em um projeto? Por que não estão R$ 50 milhões na minha cláusula para eu não sair? Só agora que sou (fundamental no projeto)? Gostaria de falar de outra maneira, mas não consigo. Aquilo que eu sinto vem sempre para fora.”

Sem uma definição quanto a quem comandará a equipe, o Alvinegro voltará aos gramados às 16h deste domingo para enfrentar o Vasco, no Estádio Nilton Santos, pela 13ª rodada do Brasileirão. As informações são do GE.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp! Basta clicar aqui.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Relacionados

- Publicidade -