segunda-feira, 16 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Técnico Rafael Soriano pega gancho de 200 dias por agredir auxiliar Marcielly Netto

O ex-técnico da Desportiva Ferroviária, Rafael Soriano, foi condenado a 200 dias de suspensão por agredir a assistente Marcielly Netto na partida de volta das quartas de final do Campeonato Capixaba 2022. Além disso, terá de pagar multa de R$ 1.212,00.

As condenações foram definidas em julgamento da Primeira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Espírito Santo (TJD-ES), realizado na noite desta terça-feira (26), em Vitória.

Exclusivo: Assistente confirma que cabeçada atingiu o seu nariz

Ao todo, o ex-comandante grená pegou um gancho de 200 dias e 12 jogos, punição esta que já vale desde o dia 11 de abril, quando da suspensão preventiva imposta pelo TJD-ES.

Soriano foi condenado em quatro dos cinco artigos em que foi denunciado. São eles: o 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou ética desportiva); o 258-B (invadir local destinado à equipe de arbitragem ou local da partida); o 243-G (Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência); e o 254-A (Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente).

Auxiliar agredida por técnico se emociona em programa esportivo da Globo

O ex-treinador foi absolvido apenas da acusação de infração ao § 1° do Art. 243-F: Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto. Alívio para Soriano também em relação à prática de agressão física durante o jogo, cuja pena poderia chegar a suspensão de 540 dias.

Apesar do voto favorável à punição total de dois auditores (Gotardo Friço e Lucas Porto), o relator, Raul Bortolini, e outro auditor, José Inácio Borges, consideraram razoável aplicar uma punição de 200 dias, ou seja, bem inferior à punição máxima prevista no artigo. Quando há empate na votação, a pena a ser aplicada deve favorecer o réu.

Mesmo com a audiência ocorrendo em formato virtual, Soriano não participou, deixando sua representação aos cuidados do advogado Júlio Cézar Campana Filho. A decisão é passível de recurso.

Ex-técnico da Desportiva pede perdão à auxiliar

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -