sábado, 21 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Início animador não esconde os problemas dos times capixabas na Série D do Campeonato Brasileiro

O que esperar dos times capixabas na Série D do Campeonato Brasileiro em 2022? Essa é uma pergunta comum entre as pessoas que acompanham o futebol do Espírito Santo. Só o tempo vai trazer a resposta, mas o começo da campanha deste ano já deixa torcedores entusiasmados.

Após duas rodadas, Nova Venécia e Real Noroeste já estão no G-4 do Grupo 6 da Série D. Na terceira e quarta posições, o desempenho do Leão do Norte e dos Merengues Capixabas já é melhor que o apresentado no ano passado, quando os xarás Rio Branco e Rio Branco de Venda Nova disputaram, mas foram eliminados precocemente, ainda na primeira fase.

Entretanto, este início animador não esconde os problemas que ambas as equipes enfrentam para disputar a competição nacional. A Federação de Futebol do Espírito Santo (FES), infelizmente, também acabou dando uma “mãozinha” para isso acontecer.

Conflito no calendário

Explica-se: as datas conflitantes entre as fases finais do Capixabão e a primeira fase da Série D obrigaram Nova Venécia e Real Noroeste a entrarem em campo com times reservas na competição nacional.

Nova Venécia é o 3º na Série D. Foto: Samuel Gomes.

Em novembro do ano passado, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o calendário do futebol nacional para 2022. E nele estava bem claro que as datas separadas para o início e duração dos estaduais eram entre 26 de janeiro e 3 de abril. Já a Série D teria início em 17 de abril.

O problema é que a FES divulgou o calendário estadual sabendo dessas datas e mesmo assim optou por iniciar o Capixabão três dias depois do proposto pela CBF (29 de janeiro). Para piorar, estendeu a competição até 4 de maio, data do jogo de volta da decisão entre Real Noroeste e Vitória.

Será que a Federação não imaginava que os dois representantes na Série D poderiam ter (como tiveram) boas campanhas no Capixabão? Claro que os clubes também tem “culpa no cartório”, pois todos assinaram a ata do arbitral, concordando com o que foi proposto pela FES, lá em novembro.

Real Noroeste é finalista do Capixabão. Foto: Divulgação/Real Noroeste

O fato descrito acima atrapalhou tanto Nova Venécia quanto o Real Noroeste, que começaram até bem a Série D, mas poderiam estar numa situação ainda melhor.

Na rodada de estreia, com ambos os times disputando as semifinais do Capixabão, o Nova Venécia, mesmo jogando em casa, apenas empatou com o Bahia de Feira-BA. Após ser eliminado no Estadual, e já com os titulares em campo, o Leão do Norte venceu a URT-MG por 3 a 0, em Patos de Minas.

Para o Real Noroeste foi ainda pior a rodada inicial da Série D, pois jogando fora de casa, perdeu para o Pouso Alegre-MG, por 2 a 1. Porém, mesmo dividindo atenções com a final do Capixabão contra o Vitória, os Merengues Capixabas conseguiram se recuperar, e venceram a Caldense, em Águia Branca, por 2 a 1, neste último domingo (24).

Na terceira rodada, já no próximo sábado, o Real Noroeste terá um duelo dificílimo contra a líder Ferroviária de Araraquara, em São Paulo. E provavelmente irá atuar novamente com reservas porque nesta quarta-feira (27) faz o jogo de ida da final do Capixabão.

Fica o questionamento: como não priorizar uma competição (no caso o estadual) onde o campeão garante vaga na Copa do Brasil de 2023 e também um aporte financeiro de mais de R$ 500 mil?

Histórico preocupante

Desde 2009, quando a Série D foi criada, nenhum time capixaba subiu de divisão. Em sua grande maioria, foram campanhas pífias, com eliminações na primeira fase ou desempenhos fracos nos mata-matas. Os clubes que chegaram mais perto do acesso foram o Espírito Santo, quando foi eliminado pelo Operário-PR, em 2017; e o Vitória, que caiu para o Ituano, por causa de um erro crasso de arbitragem, no mata-mata, em 2019.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -