sexta-feira, 6 de maio de 2022
24.9 C
Vitória

Analistas não veem grupo fácil para o Brasil na 1ª fase da Copa do Mundo

Com o sorteio dos grupos para a Copa do Mundo do Catar finalizado nesta sexta-feira (1), o Brasil conheceu os seus adversários na 1ª fase da competição, que acontece entre novembro e dezembro: Sérvia, Suíça e Camarões.

Os times são velhos conhecidos do futebol brasileiro, haja vista que sérvios e suíços estiveram na mesma chave do Brasil na Copa de 2018, na Rússia, e Camarões foi derrotado pela Seleção Canarinho na campanha do tetra em 1994.

Após o sorteio, a reportagem do MovNews buscou analistas para destrinchar o caminho do Brasil na fase inicial do mundial. O ex-goleiro Carlos Germano e o jornalista Jorge Buery deram seus pitacos a respeito do Grupo G.

Vice-campeão mundial pela Seleção Brasileira em 1998, Carlos Germano acredita que Sérvia e Suíça irão trazer mais dificuldades para a Seleção.

Camarões todo mundo já conhece a escola, né? É um time com força e velocidade, mas peca muito em suas ações individuais. Agora, Sérvia e Suíça, pelo que apresentaram nas eliminatórias, não vão ser fáceis. É uma escola técnica, principalmente os sérvios, que colocaram Portugal na repescagem. Teremos mais trabalho com eles.”

Jornalista com a cobertura de várias Copas do Mundo no currículo, Jorge Buery não vê facilidade no grupo do Brasil como muitos pensam e acha que se a Seleção tiver atuações como vem tendo nas eliminatórias, pode terminar na liderança da chave.

“Não é uma carne assada como se diz, mas também não vai ser ‘facinho’, não. São adversários que jogam cada um com seu estilo, mas podem apresentar dificuldades para o Brasil. A Sérvia, certamente, vai incomodar a defesa brasileira, embora o primeiro compromisso deles seja defender, porque é contra o Brasil. A Suíça tem a defesa boa, mas também já evoluiu em termos ofensivos. É uma seleção que sempre causou incômodo para o Brasil porque joga fechada, marca em cima e faz muita falta. E Camarões é aquele futebol de velocidade. Os caras batem muito também. Não vamos ter moleza, mas o Brasil tem condições de passar em primeiro do grupo”.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -