sexta-feira, 19 de agosto de 2022
24.9 C
Vitória

Dois anos após última edição, Estadual de Remo acontece neste domingo (15) na baía de Vitória

A espera foi longa, mas o Campeonato Estadual de Remo volta a ser disputado no próximo domingo (15), na baía de Vitória. Entre 60 e 70 atletas vão participar da 3ª etapa da temporada 2021 principal competição do esporte no Espírito Santo, que começa às 8h e tem previsão de encerramento ao meio-dia.

Apesar de ser chamada terceira etapa, a regata do próximo domingo será a primeira disputada no Estado desde o final de 2019. O certame de 2020 não pode ser realizado devido à pandemia de Covid-19. Como o torneio costuma ter início entre março e abril, algo que não ocorreu neste ano, esta regata dará início à temporada do ano corrente.

A Federação de Remo do Espírito Santo (Feares) ainda decidirá, em reunião a ser marcada com os representantes dos clubes, se serão realizadas mais duas regatas (para concluir o padrão de cinco etapas por campeonato), ou se a deste domingo será a única a contar para o estadual 2021.

Ao todo, serão disputadas 12 provas – sendo duas femininas – nas categorias master, juvenil, júnior, classe aberta, peso leve, sub-23 e paralímpico (remo adaptado) dos clubes Saldanha da Gama, Álvares Cabral e Caxias. Apenas as categorias master (entre 40 e 50 anos) e paralímpica não contam pontos para a competição.

A largada acontecendo próximo à Ponte Florentino Avidos (Cinco Pontes), e a chegada no Penedo, trecho conhecido por raia do Porto de Vitória, a mais tradicional do campeonato. Segundo o presidente Feares, Pedro Macário Erlacher, a intenção é reascender o entusiasmo de atletas e do público em geral pelo esporte.

“A gente vai tentar chamar a atenção do público, dos remadores, já que havia um certo desânimo com o remo. Estamos tentando chamar o pessoal das antigas, de diversas associações. Teremos locutor com experiência de transmissão radiofônica de regatas em rádios para animar as provas”, afirma.

Para ajudar a alcançar esse objetivo e fazer o remo capixaba ser novamente valorizado, ele conta com o impacto da participação brasileira nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Além do ouro conquistado por Isaquias Queiroz na classe C-1 de 1.000m da canoagem de velocidade, Lucas Verthein, terminou em 12° lugar no skiff simples e garantiu a melhor participação verde e amarela na história da modalidade em olimpíadas.

“[Modalidade] É diferente, mas não deixa de ser uma canoa também. O pessoal liga a prova do Isaquias ao remo que praticaremos. Também teve o Lucas, do Botafogo, que ficou em 12° lugar, uma das melhores posições alcançadas no Brasil em olimpíadas”, disse o presidente da Feares.

Pedro destaca ainda o local propício à presença de público, dadas as condições favoráveis – mesmo em tempos de pandemia – da Avenida Beira-Mar, no centro da Capital.

“É uma área aberta, dá para o público assistir tranquilamente. Aproveito para convocar a todos para prestigiar o nosso esporte, porque nós temos tradição no remo olímpico. A modalidade inclusive deu origem a grandes clubes que, posteriormente, assumiram o futebol como suas principais atividades esportivas, como o Flamengo”, conta.

Campeonato Estadual de Remo

3ª Etapa

  • Data: 15/08 (domingo);
  • Horário: a partir das 8h;
  • Local: baía de Vitória (largada próximo à ponte Florentino Avidos (Cinco Pontes), e a chegada no Penedo;
  • Clubes: Saldanha da Gama, Álvares Cabral e Caxias;
  • Categorias: master, juvenil, júnior, classe aberta, peso leve, sub-23 e paralímpico (remo adaptado).

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -