ES tem 52 municípios sem registro de óbitos por Covid-19 nos últimos sete dias

Segundo especialista, período sem mortes pelo coronavírus registradas é resultado do avanço da vacinação no Estadd

 ES tem 52 municípios sem registro de óbitos por Covid-19 nos últimos sete dias

O Espírito Santo vem apresentando resultados positivos no combate ao coronavírus. É o que evidenciam dados do Painel Covid-19, plataforma do governo estadual que apresenta informações atualizadas diariamente sobre o enfrentamento à doença. Nos últimos sete dias, 52 municípios capixabas não registraram novos óbitos, sendo quase todos localizados no interior. Da Grande Vitória, apenas Fundão não teve mortes registradas no período.

O sistema é alimentado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) com base em informações passadas pelas secretarias municipais. Ao todo, o Espírito Santo acumula 11.707 óbitos causados pela Covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 6.291 concentrados na Região Metropolitana. Outras 5.416 mortes foram registradas no interior.

Confira a lista:

  1. Afonso Cláudio
  2. Água Doce do Norte
  3. Águia Branca
  4. Alfredo Chaves
  5. Alto Rio Novo
  6. Anchieta
  7. Apiacá
  8. Atílio Vivácqua
  9. Baixo Guandu
  10. Barra de São Francisco
  11. Bom Jesus do Norte
  12. Brejetuba
  13. Conceição da Barra
  14. Conceição do Castelo
  15. Divino de São Lourenço
  16. Domingos Martins
  17. Dores do Rio Preto
  18. Ecoporanga
  19. Fundão
  20. Governador Lindenberg
  21. Ibiraçu
  22. Iconha
  23. Irupi
  24. Itaguaçu
  25. Itarana
  26. Jaguaré
  27. Jerônimo Monteiro
  28. João Neiva
  29. Laranja da Terra
  30. Mantenópolis
  31. Marataízes
  32. Marechal Floriano
  33. Marilândia
  34. Mimoso do Sul
  35. Montanha
  36. Mucurici
  37. Muniz Freire
  38. Pancas
  39. Piúma
  40. Ponte Belo
  41. Presidente Kennedy
  42. Rio Bananal
  43. Rio Novo do Sul
  44. Santa Leopoldina
  45. Santa Maria de Jetibá
  46. Santa Teresa
  47. São Domingos do Norte
  48. São José do Calçado
  49. São Roque do Canaã
  50. Vargem Alta
  51. Venda Nova do Imigrante
  52. Vila Valério

Para além da menor população nos municípios fora da Grande Vitória, o período sem novos óbitos em decorrência do coronavírus pode ser explicado pelo avanço gradativo da vacinação em todo o Estado, como afirma a pós-doutora em epidemiologia, Ethel Maciel.

“O fato de ter recebido mais vacinas, principalmente a partir de maio, quando a campanha começou a acelerar, e vacinas que já tem uma eficácia alta na primeira dose, como Astrazeneca, Pfizer e Janssen, que é uma dose só mas depois de 15 dias já tem eficácia. Isso faz com que as pessoas vão ficando mais protegidas, inclusive contra a infecção, vão diminuindo a possibilidade de adoecimento e a evolução para uma gravidade”, avalia Ethel, que é professora da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Dados da vacinação por faixa etária, imunizante utilizado e primeira e segunda dose – Fonte: Sesa

Com mais pessoas imunizadas, ainda que parcialmente, o efeito é a redução da contaminação, das internações e, principalmente, de óbitos. A epidemiologista comemora os resultados alcançados, lembrando que o Espírito Santo vem se aproximando de vacinar, pelo menos, 60% de sua população com a primeira dose, taxa de vacinação que segundo especialistas proporcionam a chamada imunidade coletiva de uma determinada população.

“Temos mais pessoas vacinadas, estamos chegando a 60% com a primeira dose de vacinas que já tem uma eficácia maior na primeira dose. E isso faz uma diferença, porque essas vacinas estão com intervalo grande entre a primeira e a segunda dose,” pontua a professora.

Ethel Maciel destaca ainda uma medida adotada no processo de imunização no Estado. “O Espírito Santo fez uma estratégia que considero correta de diminuir o intervalo entre a primeira e a segunda dose para ter mais pessoas com o esquema completo. Isso é muito importante, principalmente pensando nessas novas variantes”, conclui.

Até a última quinta-feira (15), de acordo com dados da Sesa, o Estado tinha 1.811.495 habitantes já parcialmente vacinadas, o que representa 44,57% da contingente populacional espírito-santense, estimado para 2020 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) em 4.064.052 pessoas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *