Espetáculo teatral que retrata medos e dramas do homem moderno ‘A Culpa’ circula o Estado

0

O espetáculo “A Culpa” retorna aos palcos em projeto de circulação por municípios do Espírito Santo. A apresentação retorna após 11 anos de estreia e com diversas apresentações dentro e fora do país. Este é o primeiro solo do ator Luiz Carlos Cardoso, dirigido por Carlos Ola, “A Culpa” será apresentado nos municípios de Alegre, Guaçuí, Cachoeiro de Itapemirim e Vitória, nos dias 18, 19, 27 de abril e 04 de maio.

A cidade de Anchieta foi a primeira a receber o espetáculo, em dezembro do ano passado. Como parte do projeto, que foi contemplado pelo Edital Setorial de Teatro da Secretaria da Cultura (Secult), o ator também ministrará uma oficina de teatro em Cachoeiro e um curso específico de interpretação para solos teatrais em Vitória. Todas as atividades são gratuitas.

“É raríssimo ver uma obra de teatro celebrar mais de uma década em cartaz, sendo representada pelo mesmo ator e pela mesma equipe. Essa turnê celebra esse encontro de gente que faz teatro, faz cultura em nosso Estado, faz a arte acontecer e resistir”, aponta Luiz Carlos Cardoso.

Além das apresentações, o projeto de circulação do espetáculo prevê duas oficinas: Iniciação ao Teatro, que será ministrada em Cachoeiro de Itapemirim, no próximo dia 27 de abril, e Interpretação para Solos Teatrais, nos dias 03, 04, 10 e 11 de maio, em Vitória. As inscrições poderão ser feitas gratuitamente por meio de formulário na internet (mais informações em @grupo_anonimos no Instagram).

“As oficinas trazem um pouco da pesquisa que desenvolvi ao longo de quase 20 anos de carreira, como ator e intérprete de solos. Estar sozinho no palco em tantos trabalhos me fez ver o meu corpo, a cena e o espectador sob novos pontos de vista, que constroem novas e íntimas camadas no intérprete. Nos encontros, pretendo explorar essas entranhas nos participantes”, explica Cardoso.

“A Culpa” estreou em 2012. Em mais de uma década, a peça já participou de diversos festivais de teatro do Nordeste, Sudeste e Sul do País, além de premiadas apresentações no Chile, Colômbia, Uruguai, Portugal e Itália. Já circulou por diversas cidades capixabas, onde agora retorna, apresentando-se também para alunos da rede pública de ensino nas cidades de Alegre e Guaçuí.

Luiz Carlos Cardoso é ator e diretor do Grupo Anônimos de Teatro desde sua fundação, em 2008. Além de “A Culpa”, é intérprete dos solos “Viajante”, com direção e dramaturgia de Fernando Marques, e “A Metamorfose”, com direção de Ivna Messina, que estreou no ano passado.

Programação:

Temporada de circulação de “A Culpa”

18 de abril, sexta, 19h
Guaçuí – Teatro Municipal Fernando Torres

27 de abril, sábado, 19h
Cachoeiro de Itapemirim– Centro Cultural Luz Del Fuego

04 de maio, sábado, 19h
Vitória – Má Companhia

Sinopse: “A Culpa” é um mergulho na alma do homem moderno. Um mergulho sem volta. No texto “Carta ao Pai”, do escritor tcheco Franz Kafka (1883-1924), não há personagens ficcionais. O autor expõe suas intempéries, gostos e desgostos, admoestações, sentimentos e emoções para com seu pai, um homem de postura rígida e marcante.

O que poderia ser um grande desabafo se torna uma das grandes reflexões do século XX. Capitaneado pelo indivíduo criado a partir de uma criação coletiva do ator Luiz Carlos Cardoso e do diretor Carlos Ola e inspirado nas obras de Kafka, pode-se ver um ator no palco, buscando transbordar sentimentos ainda em construção, indo ao encontro de dúvidas que vão desde a não aceitação do pai pelo amor, pelo zelo e pelo crescimento do filho até o modo como ele se sentava à mesa.

Quem manda e quem obedece? Até onde vão as relações de hierarquia e subordinação que enfrentamos todos os dias, inclusive dentro de casa? Pede- se licença a Kafka para dar um novo significado ao seu discurso, flertando com a dança experimental de Jeremias Schaydegger para (tentar) responder essas perguntas. A Culpa é de todos.

Ficha técnica:

Texto: Franz Kafka

Adaptação: Luiz Carlos Cardoso

Direção: Carlos Ola

Elenco: Luiz Carlos Cardoso

Direção de Movimento: Jeremias Schaydegger

Orientação: Jorge Bweres

Cenário e Figurino: Luiz Carlos Cardoso e Carlos Ola

Iluminação: Carlos Ola e Jorge Bweres

Operador de Luz: Carlos Ola

Violino: João de Paula Junior

Realização: Grupo Anônimos de Teatro

Produção: Companhia Do Outro

Gênero: drama, monólogo

Duração: 40 minutos

Classificação: 14 anos

Oficinas

Iniciação ao Teatro

27 de abril – 14h às 17h

// Cachoeiro – Centro Cultural Luz Del Fuego

Nesta oficina de 3h de duração, as pessoas participantes irão explorar, através de jogos teatrais, cenas e corpos para o desenvolvimento de atos criativos. Com o pensamento em constante movimento, a cena acontece em improvisos, corpos e diálogos do participante com ele mesmo e com o outro.

Público-alvo: jovens e adultos iniciantes em teatro e/ou dança. Não é necessária experiência prévia.

Indicações: Ir com roupas confortáveis para a prática corporal.

Oficina “Interpretação para solos teatrais”

Sexta, 03 de maio – 16h às 19h

Sábado, 04 de maio – 9h às 12h / 14h às 17h

Sexta, 10 de maio – 16h às 19h

Sábado, 11 de maio – 9h às 12h / 14h às 17h

// Vitória – Sala criativa do HUBES+

O ator Luiz Carlos Cardoso traz suas experiências em mais de dez anos na montagem de solos – espetáculos A CULPA, VIAJANTE e A METAMORFOSE –, apresentando conceitos teóricos e exercícios para explorar as individualidades de maneira criativa. Desperta-se, em técnicas e provocações, símbolos criativos, novas tessituras do corpo e vozes múltiplas que existem em um só ser. A tríade voz – corpo – texto será trabalhada na criação de pequenos monólogos criados a partir das provocações trazidas à sala de ensaio.

Público-alvo: Jovens e adultos atores, interessados em montagem de solos e monólogos teatrais, acima de 16 anos.

Indicações: Disponibilidade de participar integralmente dos encontros.

*As inscrições são gratuitas e serão abertas a partir do início de abril. Para se inscrever, basta acessar o link na bio do Instagram do Grupo Anônimos.

Mais informações: https://www.instagram.com/grupo_anonimo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui