Setor produtivo capixaba encerra 2023 com desempenho acima da média brasileira

0

A economia do Espírito Santo fechou o ano de 2023 com resultados positivos nos setores da Indústria, do Comércio varejista e de Serviços, todos superando a média nacional. Os dados, divulgados recentemente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e analisados pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), revelam um cenário promissor para o estado.

No que diz respeito à produção industrial, o Espírito Santo registrou um crescimento de 11,1% em 2023, sendo o segundo melhor resultado entre os estados brasileiros pesquisados, ficando apenas atrás do Rio Grande do Norte (13,4%). Esse desempenho superou a média nacional, que teve um leve aumento de 0,2% durante o ano. O setor industrial capixaba foi impulsionado principalmente pela Indústria Extrativa, que alcançou um crescimento de 20,5%, além de atividades como Fabricação de celulose, papel e produtos de papel (9,4%) e Fabricação de produtos alimentícios (0,6%).

No Comércio Varejista, o Espírito Santo apresentou uma expansão no volume de vendas de 3,0%, superando novamente a média nacional, que registrou uma elevação de 1,7%. Quando considerado o Varejo ampliado, que inclui as vendas de Veículos, motocicletas, partes e peças, Material de construção, e Atacado especializado em produtos alimentícios, bebidas e fumo, o crescimento foi ainda mais significativo, atingindo 9,3%.

No setor de Serviços, o estado também se destacou, com um aumento de 7,0% em 2023, superando a variação nacional de 2,3%. Segmentos como Serviços profissionais, administrativos e complementares (9,7%), Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (9,3%) e Serviços de informação e comunicação (5,9%) foram os principais impulsionadores desse crescimento.

O diretor-geral do Instituto Jones, Pablo Lira, ressaltou o bom desempenho da economia capixaba, destacando sua contribuição para a geração de empregos no estado. Ele apontou o crescimento do PIB acima da média nacional, o equilíbrio das contas públicas e o ambiente propício para atrair investimentos como fatores determinantes desse cenário positivo.

Em relação ao mercado de trabalho, o Espírito Santo alcançou sua menor taxa de desocupação desde 2012, com um índice de 5,7% em 2023, o mais baixo da região Sudeste e o sétimo menor do país. Essa taxa ficou abaixo da média nacional, que foi de 7,8%. No quarto trimestre de 2023, a taxa de desocupação no estado foi ainda mais reduzida, chegando a 5,2%, mostrando uma queda em relação ao mesmo período de 2022, quando estava em 7,2%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui