sábado, 21 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Projeção da inflação sobe para 7,56% e chega ao 15° aumento seguido

Pela 15ª semana seguida o mercado financeiro aumentou a previsão de inflação de 2022. Divulgado nesta terça-feira (26) pelo Banco Central (BC), o Boletim Focus projeta que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) vai fechar o ano com alta de 7,56%. Na semana passada, a estimativa era de 7,46%. Há um mês, estava em 6,86%.

Publicado semanalmente, o Boletim Focus concentra as projeções de cerca de 100 instituições do mercado para os principais indicadores econômicos do país.

O mercado também mantém expectativa de alta para 2023 e, novamente, aumentou a previsão. Segundo o boletim divulgado hoje, a projeção de variação do IPCA no ano que vem subiu de 3,91% para 4% em uma semana. Há um mês, estava em 3,80%.

A tendência de alta avança também sobre a previsão inflacionária de 2024. Agora, o mercado financeiro estima que a inflação ficará em 3,20%, quatro pontos percentuais a mais do que o previsto na semana passada (3,16%). Para 2025, estabilidade na projeção: a expectativa para o índice sem mantém a mesma das últimas 41 semanas, em 3%.

PIB

Se por um lado a projeção de alta da inflação não é boa, o Boletim Focus de hoje traz um aumento positivo: o do Produto Interno Bruto (PIB, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país) de 0,56% (previsto há uma semana) para 0,65%. Quatro semanas atrás a previsão era de um PIB de 0,50% em 2022.

Para o ano que vem, o mercado prevê crescimento de 1% do PIB. Na comparação com as previsões anteriores, a diferença é negativa. Há uma semana era previsto um PIB de 1,12%, já inferior à projeção de 1,30% de quatro semanas atrás.

No entanto, o Boletim Focus aponta estabilidade na previsão para 2024 e 2025, com crescimento do PIB em 2%.

Juros

O movimento de alta é identificado também na taxa básica de juros (Selic) em 2022. O mercado financeiro prevê um aumento de 13,05% ao ano, índice ligeiramente maior que o da semana passada, que era de 13%. Assim, o Boletim Focus de hoje aponta que o ano deve fechar com o indicador em 13,25%.

O mercado manteve a estimativa da Selic para 2023 em 9% ao ano. Manutenção prevista também para 2024 (7,50% a.a.) e para 2025 (7% a.a.).

Dólar

Em uma sequência de baixa, o dólar tem previsão para continuar baixando. Segundo o Boletim Focus, a previsão de cotação da moeda americana caiu pela quinta semana consecutiva: expectativa de fechar 2022 a R$ 5. Há sete dias, a estimativa era de encerrar o ano valendo R$ 5,10 e, há quatro semanas, ao custo de R$ 5,25.

A previsão de R$ 5 para cada dólar está mantida para 2023, mantendo a desaceleração. Uma semana atrás, a previsão de fechamento do ano que vem para a divisa era de R$ 5,15 e, há um mês, de R$ 5,20.

O boletim projetou também o valor da moeda em reais para os anos posteriores: de R$ 5,05 em 2024, ante R$ 5,15 previstos na semana passada para o referido período; e de R$ 5,10 em 2025, contra os R$ 5,20 previsto na estimativa anterior.

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -