terça-feira, 17 de maio de 2022
21.9 C
Vitória

Diamante gigante de 205 quilates será leiloado e pode chegar a R$ 50 milhões

Um dos maiores diamantes do mundo será leiloado no próximo mês, com uma parte dos lucros da venda destinada ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha, a maior organização humanitária do mundo – à qual a pedra está relacionada há mais de 100 anos.

O “Diamante da Cruz Vermelha” é um diamante amarelo canário de 205 quilates, em forma de cushion, com um design que forma uma cruz de Malta e deve chegar a US$ 10,7 milhões (cerca de R$ 50 milhões, na cotação atual) em leilão, disse um representante da Christie’s à Forbes.

Acredita-se que a pedra bruta tenha sido extraída pela De Beers na África do Sul em 1901 e pesava originalmente cerca de 375 quilates. A informação é da Christie’s, a casa de leilões que está vendendo o diamante pela terceira vez em cerca de 100 anos.

A pedra recebeu esse nome quando foi leiloada pela primeira vez em 1918 pela empresa para beneficiar a Sociedade Britânica da Cruz Vermelha e a Ordem de São João – que usa a cruz de Malta como símbolo.

O antiquário londrino SJ Phillips comprou o diamante gigante por £ 10.000, ou mais de US$ 780 mil (R$ 3,6 milhões) em valores atualizados.

Depois de um tempo, a gema teria sido comprada por um membro de uma família real europeia. Quando apareceu novamente em leilão na Christie’s de Genebra, em 1973, foi vendida por um empresário americano por cerca de 1,8 milhão de francos suíços, ou cerca de US$ 4,3 milhões (aproximadamente R$ 20 milhões) nos dias atuais.

O leilão será realizado em 11 de maio em Genebra, e a Christie’s disse à Forbes que uma parte “significativa” dos lucros será doada à Cruz Vermelha Internacional.

Apoiar a causa humanitária da organização é “ainda mais pungente em meio aos eventos atuais”, disse François Curiel, da Christie’s Europa, em comunicado. As equipes da Cruz Vermelha ajudaram a tirar cerca de 58 mil pessoas das regiões de combates na Ucrânia e distribuíram mil toneladas de ajuda emergencial, como alimentos, roupas de cama, barracas e água.

Fonte: Terra/Forbes

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -