segunda-feira, 16 de maio de 2022
23.9 C
Vitória

Procon de Vitória faz pesquisa de preços de combustíveis na capital

O Procon de Vitória realizou pesquisas com base nos preços de combustíveis na capital. Os técnicos pesquisaram 40 postos nas nove regiões administrativas de Vitória, entre os dias 19 e 20 de julho. Confira os endereços das bombas pesquisadas aqui.

A pesquisa conta, ainda, com uma tabela de destaques por produto, com o objetivo de apresentar o menor preço encontrado para cada tipo de combustível e em qual região administrativa ele está sendo comercializado no Relatório técnico da Pesquisa. A gerente do Procon de Vitória, Denize Izaita, ressalta que os consumidores devem aproveitar promoções e ficar atentos à qualidade do produto.

“É bom sempre guardar a nota fiscal e, se possível, optar por fidelizar o estabelecimento, porque, além de acompanhar o bom funcionamento do veículo, se houver um dano, sabe-se onde reclamar”, explica.

A pesquisa avalia valores da gasolina comum, aditivada, etanol, gás natural veicular, diesel e diesel S10. O levantamento aponta, ainda, a variação de preços conforme a modalidade de pagamento em dinheiro, débito e crédito.  

A maior diferença (19,62%) foi encontrada no litro do etanol, sendo vendido de R$ 4,597 a R$ 5,499, com o mesmo valor ofertado no dinheiro, no débito ou no cartão de crédito. Levando-se em conta apenas o pagamento com cartão de crédito, a maior variação é no diesel 10, com uma diferença de 13,69%, variando de R$ 4,397 a R$ 4,999.

Entre as irregularidades, estavam: não deixar claro ao consumidor qual a diferença percentual entre a gasolina e o álcool; não informar os valores dos tributos das mercadorias e dos serviços oferecidos por meio de painel afixado em local visível; não disponibilizar placa com informação se a gasolina comercializada é formulada ou refinada; não disponibilização do Código do Consumidor e do Estatuto do Idoso; estabelecimentos não contavam com placa afixada com os dizeres “Sonegar é crime! E quem é a maior vítima? Você, consumidor. Defenda-se: Exija a Nota Fiscal”

Gasolina

A gasolina comum, com o pagamento em dinheiro ou débito, teve uma variação de 2,04%, custando de R$ 5,879 a R$ 5,999. Já no crédito, é de 4,67%, custando de R$ 5,970 a R$ 6,249.

A gasolina aditivada, no dinheiro ou débito, teve uma variação maior (5,51%), podendo ser comprada de R$ 5,970 a R$ 6,299. No crédito, a diferença é de 6,37%, variando de R$ 5,970 a R$ 6,350.

Gás Natural Veicular (GNV)

O GNV teve a menor variação da pesquisa do Procon (0,23%), sendo vendido de R$ 3,990 a R$3,999, não apresentando diferença de forma de pagamento.

Diesel

A pesquisa observou o diesel comum e o S10. Para o primeiro, a variação no dinheiro ou débito foi de 2,23%, sendo vendido de R$ 4,49 a R$ 4,59. Já no crédito, a diferença chega a 9,11%, variando de R$ 4,49 a R$ 4,899.

O diesel S10, no dinheiro ou débito, teve uma variação de 11,42%, podendo ser comprado de R$ 4,397 a R$ 4,899. No crédito, essa variação aumenta para 13,69%, indo de R$ 4,397 a R$ 4,999.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -