Crea-ES: prédio que desabou em Vila Velha era uma construção irregular

Segundo o órgão, as causas do desabamento foram a ausência de acompanhamento profissional durante as obras do edifício, erguido em terreno frágil e sem manutenção preventiva periódica

 Crea-ES: prédio que desabou em Vila Velha era uma construção irregular

Crédito: Crea-ES/Divulgação

O prédio abandonado que desabou na madrugada desta quarta-feira (13), no bairro Ataíde, em Vila Velha, era uma construção irregular, segundo o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES). Além de não ter contado com acompanhamento de engenheiros ou empresas registradas no órgão durante a sua edificação, a obra foi erguida em terreno frágil e sem nenhuma manutenção preventiva periódica – a união desses fatores foi a causa do desabamento, disse a entidade a nota divulgada.

As informações são do Gerente de Fiscalização do Crea-ES, o engenheiro civil Leonardo Leal, que esteve com uma equipe no local na tarde de terça-feira para realizar vistoria técnica e fiscal na estrutura do imóvel.

Leonardo ressaltou a importância de denúncias da população sobre obras e serviços de engenharia que estejam sendo executados de maneira irregular. “O Crea-ES tem o canal Denúncia on-line, na pagina principal do site (www.creaes.org.br) uma ferramenta poderosa, muito importante na prevenção de riscos e acidentes”, afirmou.

Ainda de acordo com a nota, o presidente do Conselho, Jorge Silva, tem acompanhado de perto todas as ações de vistoria realizadas pelo Conselho. “Nossa função é a fiscalização do exercício profissional, mas nossa atuação tem ido além, educando, orientando e alertando para que obras e serviços de Engenharia, Agronomia e Geociências sejam realizados por empresas e profissionais legalmente habilitados e dentro das normas e legislação vigentes”, disse.

Desabamento

Um prédio abandonado desabou na madrugada desta quarta-feira (13), no bairro Ataíde, em Vila Velha. Uma câmera de segurança da rua aonde ficava o imóvel registrou o momento da queda às 4h43 da manhã.

O local, que não era habitado e não houve vítimas. De acordo com a Defesa Civil do município, apenas uma idosa que morava em uma casa ao lado do antigo prédio, foi orientada a deixar o local. O local também foi isolado.

Nas imagens é possível ver o exato momento em que a estrutura se rompe e o prédio desaba. Um carro que estava estacionado na frente do imóvel chega a ser atingido pelos escombros.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *