sexta-feira, 19 de agosto de 2022
24.9 C
Vitória

[Vídeo] Motorista de aplicativo sequestrado é liberto após mais de 12 horas de cativeiro

Um homem de 36 anos foi solto por policiais civis após ficar mais de 12 horas em cativeiro numa casa localizada no bairro Canaã, em Viana, na manhã desta quarta (11). Motorista de aplicativo, ele foi sequestrado na noite da última terça-feira (10), após aceitar uma corrida e ter seu veículo roubado na Rodovia do Contorno por quatro jovens com idades entre 15 e 19 anos. A vítima foi encontrada no banheiro do imóvel, com as mãos amarradas com arame e com uma camisa amordaçando-o.

Por volta das 23h20 de terça, o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) informou a policiais militares que um agente estava acompanhando um veículo em que os ocupantes tinham acabado de cometer um roubo próximo ao bairro Vila Capixaba, em Cariacica.

A equipe montou um cerco no bairro Areinha, em Viana, onde avistou o carro e iniciou o seu acompanhamento. Eles relataram ter sido possível ver quando um dos ocupantes arremessou uma arma de fogo da janela do automóvel. A arma foi recolhida e ficou constatado de que se tratava de um simulacro de pistola.

O veículo foi abordado no bairro Vale do Sol e era ocupado por duas pessoas maiores de idade e dois adolescentes, de 15 e 17 anos. Os policiais já tinham a informação de que o menor de 15 anos estava, há alguns dias, praticando roubos a pessoas, veículos e coletivos, nos bairros Canaã, Nova Bethânia e adjacências, sempre armado e ameaçando as vítimas.

Dentro do carro foram encontrados três celulares, uma faca, uma máquina de cartão de crédito, uma carteira de habilitação, uma carteira de identidade, um certificado de reservista, dois cartões de crédito, um cartão de transporte coletivo e um título de eleitor.

Os indivíduos disseram aos policiais que haviam roubado o veículo na Rodovia do Contorno e abandonado o condutor no local. Eles foram encaminhados para a 4ª Delegacia Regional de Cariacica.

Segundo a autoridade policial que estava de plantão, nessa quarta, na 4ª Delegacia Regional de Cariacica, delegado José Mansur Neto, a ocorrência foi entregue durante a madrugada à equipe do plantão com a detenção dos quatro suspeitos, porém sem vítimas para que pudesse haver uma constatação do roubo.

“No primeiro momento, tive que suspender as diligências, já que sem vítimas ficaria difícil lavrar um flagrante de roubo. Porém, sabia que era provável que as vítimas fossem aparecendo à medida que fôssemos comunicando que os seus pertences haviam sido recuperados. Já no período da manhã, compareceram na unidade cerca de três vítimas. Por volta das 9 horas, surgiu uma mulher informando que seu marido, motorista de aplicativo, estava desaparecido desde a noite anterior e ao ser indagada sobre as características do carro, percebemos que elas coincidiam com carro usado pelos assaltantes”, contou o delegado.

De acordo com o delegado, após a confirmação de que o carro dirigido pelos assaltantes tratava-se do carro do motorista sumido, a equipe convenceu os detidos a colaborarem com a investigação. “Fui até a cela e conversei com os presos, que se eles colaborassem isso seria uma atenuante e beneficiária na pena. Um dos presos se prontificou a mostrar à equipe o local e mostrar onde estava a vítima”, disse.

Prontamente, a equipe do plantão da 4ª Delegacia Regional de Cariacica se dirigiu até o local apontado pelo suspeito, uma casa localizada no bairro Canaã, em Viana. “No local, a equipe chamou e a vítima, de 36 anos, sussurrou pedindo socorro. A equipe localizou o dono do imóvel alugado que franqueou a entrada da equipe. O motorista de aplicativo estava preso dentro do banheiro com arame de cerca e amordaçado com uma camisa. Eles amarram tão forte a mão do motorista com arame, que a mão dele ficou machucada. A vítima foi mantida em cárcere das 20 horas de terça-feira (10) até a manhã dessa quarta-feira (11), mais de 12 horas em cativeiro”, contou Mansur.

Crédito: Divulgação/PCES

Por fim, o delegado José Mansur Neto destacou o papel imprescindível dos policiais para o encerramento exitoso do caso. “Trabalhei junto de policiais competentes, então sabia que, se houvesse chance de êxito, nós conseguiríamos”, disse.

Os suspeitos de 18 e 19 anos foram autuados, em flagrante, por quatro roubos majorados pelo concurso de pessoas e por emprego de arma branca, sequestro e corrupção de menores. Eles foram encaminhados ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

Os adolescentes de 15 e 17 anos responderão por ato infracional análogo a quatro roubos majorados pelo concurso de pessoas e por emprego de arma branca, sequestro e foram apresentados ao Ministério Público do Estado (MPES) e, em seguida, ao juiz, que decidirá a internação ou não.

O veículo recuperado durante a ocorrência era alugado e foi restituído ao proprietário.

*Com informações da PCES

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -