quarta-feira, 10 de agosto de 2022
24.4 C
Vitória

PF prende falso médico que atuava em São Mateus

Em operação da Polícia Federal (PF), um homem foi preso em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, na manhã desta quarta-feira (18), por prática ilegal de medicina e falsificação de diploma de curso superior. Ele matriculou-se em uma universidade de Medicina na Bolívia, cursou seis meses, e voltou para o Brasil. No retorno, adulterou os registros para que fosse computado que teria estudado por quatro anos. O falso médico foi contratado por municípios e também pelo Estado para atuar em hospitais e postos de saúde.

Em salários nos últimos três anos, o indivíduo ganhou cerca de R$ 850 mil. Neste período, ele atuou para que mais pessoas fizessem o mesmo processo: matricular em uma universidade de fora do país e falsificar a documentação para que o tempo de estudo fosse abreviado e cobrava por esse serviço: de R$20 mil a R$ 40 mil.

O falso médico foi preso preventivamente. Os policiais federais ainda cumpriram um outro mandado de prisão preventiva e um mandado de busca nesta quarta-feira. As ações ocorreram também na Bahia e no Amazonas.

As investigações apontaram que os médicos ou os candidatos pagavam um valor para ter facilitada essa transferência externa e depois começavam a atuar. Na cidade de Jitaúna, na Bahia, cinco falsos médicos foram descobertos trabalhando no hospital municipal e fugiram para outras cidades dos Estados do Espírito Santo e Amazonas.

Os falsos médicos responderão por uso de documento falso, exercício ilegal da medicina, peculato e associação criminosa.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -