quinta-feira, 7 de julho de 2022
26 C
Vitória

[Vídeo] Surto de gripe provoca lotação nas redes de saúde pública e privada do ES

O secretário de Saúde do Espírito Santo (Sesa), Nésio Fernandes, anunciou nesta terça-feira (15), o aumento do número de casos de influenza, o que tem deixado as unidades de saúde dos municípios, e até dos hospitais privados, lotados de pacientes. Isso ocorre logo após diversos estados do Brasil decretarem esta epidemia da gripe. 

Nésio Fernandes explica que estamos sendo atingidos pelo surto que está tendo no Rio de Janeiro e São Paulo e convida a população a se vacinar. “É preciso que a população procure a vacinação contra a influenza disponível nos municípios”, esclarece.

O infectologista Alberto Chebabo, diretor médico do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), explica sobre o desaparecimento deste vírus. “O Sars-CoV-2 (o coronavírus causador da covid) reinou praticamente sozinho entre as infecções respiratórias que acometem os brasileiros. Com o avanço da vacinação e os demais cuidados preventivos, porém, houve uma mudança importante nessa disputa a partir do segundo semestre de 2021. Patógenos que estavam praticamente sumidos, como o vírus sincicial respiratório, o bocavirus e o parainfluenza, voltaram a aparecer e a afetar especialmente a saúde das crianças”, afirma.

O infectologista conclui dizendo que com o maior controle da Covid-19 nos últimos meses, houve uma queda no uso de máscaras e no distanciamento social e um aumento na circulação pessoas pelas ruas e em aglomerações. Esse cenário facilita a transmissão de vírus respiratórios, como é o caso da influenza.

Tipicamente, os surtos e as epidemias de gripe costumam acontecer entre os meses de abril, maio, junho e julho, na virada entre outono e inverno. Isso ocorre porque, na época de frio, as pessoas tendem a ficar mais próximas umas das outras e em lugares fechados, o que facilita a transmissão viral.

Lotação

Com este surto no ES, as Unidades de Saúde e Pronto Atendimentos estão lotados de pessoas que estão se queixando de sintomas de gripe. E com isso, existe o sufocamento da saúde pública e privada, e o atendimento acaba sendo mais lento do que o normal.

Nésio: “É preciso que a população procure a vacinação contra a influenza disponível nos municípios”. Foto: TV MovNews/Reprodução

Renata de Deus Alipio estava com os sintomas de gripe e procurou um Pronto Atendimento para se consultar, no entanto, não conseguiu atendimento. “Estou aqui desde cinco horas da manhã, pois eu desmaiei no meu trabalho, mas eles não querem me atender. Estou passando mal desde ontem, e aqui não consigo ser consultada”, evidencia a situação. 

O secretário de Saúde orientou que a população não procure os serviços de urgência e emergência como as UPAs e PAs e indicou onde devem procurar ajuda nesses casos mais leves de gripe. “Os pacientes de quadros leves ambulatoriais devem ser avaliados pela atenção básica, pois procurem as Unidades de Saúde da Família do seu bairro para que nelas sejam tomados os cuidados”, salienta.

Imunização

A Sesa informa que, atualmente, a cobertura vacinal da gripe no Espírito Santo é de 78,6%, sendo que a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é de que ela seja de pelo menos 90%. O secretário de Saúde disse que a estratégia é a vacinação. “A principal estratégia de enfrentamento à Influenza, assim como a covid-19, é a vacinação. Nós estamos convidando a população a se vacinar contra a gripe e atualizar também o esquema contra a covid-19. As duas vacinas podem ser aplicadas ao mesmo tempo”, informa.

Vacinação é a grande estratégia para o contingenciamento desse surto no estado. Foto: TV MovNews/Reprodução

Em Vitória, pode se vacinar quem tem seis meses ou mais e não recebeu a vacina contra a gripe neste ano. Os interessados podem ir até qualquer unidade de saúde, de segunda a sexta-feira, de 8 às 15 horas, sem necessidade de agendamento, para se imunizar.

Em Vila Velha, a prefeitura informou que as doses estão disponíveis em todas as unidades de saúde do município e podem ser aplicadas em horários de funcionamento.

Em Cariacica, as vacinas estão sendo oferecidas nas UBS de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 15h30, nas UBS de Campo Verde, Cariacica Sede, Itapemirim, Jardim Botânico, Mucuri, Nova Brasília, Nova Canaã, Nova Rosa da Penha II, Novo Brasil, Oriente, Padre Gabriel e Porto de Santana.

A Secretaria de Saúde da Serra informou que a vacina contra a Influenza está disponível para toda a população, por livre demanda, nas Unidades de Saúde (US) e nos shoppings Laranjeiras e Montserrat, em Colina de Laranjeiras, onde há ação de vacinação extramuros.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -