EDP alerta sobre segurança com a rede elétrica durante obras e reformas

0
Foto: Freepik

Nesta quinta-feira (26), é celebrado o Dia do Trabalhador da Construção Civil e a EDP, distribuidora de energia com atuação em 70 municípios no Estado, alerta para os cuidados necessários durante a atuação desses profissionais em função do risco de acidentes com a rede elétrica.

Segundo o balanço da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia Elétrica (Abradee), as ocorrências envolvendo construções e manutenções prediais lideram as causas de mortes por acidentes elétricos registradas no Brasil em 2022.

O balanço anual da Abradee também aponta para 270 acidentes fatais computados no ano passado, dos quais 57 (21,1%) têm relação direta com a construção civil. O setor lidera ainda os indicadores de acidentes com lesões graves (59) e leves (107) no período.

“A observação de um distanciamento de segurança, o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), a adoção de um comportamento seguro e o conhecimento do ambiente de trabalho colaboram para a prevenção dos acidentes elétricos. É preciso lembrar sempre que a informação e a segurança são fundamentais para que os profissionais possam desempenhar suas atividades sem riscos. A negligência nessa área pode resultar em ferimentos graves ou até morte”, ressalta o gestor da EDP, Adilson Herzog.

Para contribuir com um ambiente de trabalho seguro, é destaque a necessidade de contratação de profissionais qualificados, do uso de materiais certificados e da elaboração de projetos elétricos. E, principalmente, o cuidado de nunca permitir trabalhos próximos à rede elétrica energizada, sem a avaliação prévia de riscos pelos técnicos da concessionária.

No ambiente externo, uma das ocorrências mais perigosas e comuns durante as obras e instalação de estruturas é o toque ou a proximidade de ferragens ou ferramentas com a rede de distribuição de energia da rua, principalmente quando se está sobre andaimes ou trabalhando nos andares superiores dos imóveis. Para que o acidente aconteça, não há necessidade de se tocar a fiação. A aproximação com a rede já traz riscos de acidentes graves e queimaduras.

Confira abaixo algumas dicas para que os serviços sejam executados conforme as normas de segurança:

  • Capacitação e formação: Toda obra deve ter um responsável técnico, que vai supervisionar todos os detalhes e minimizar riscos.
  • Normas de segurança: Conheça e cumpra todas as normas de segurança elétrica locais e regulamentações específicas.
  • Planejamento e sinalização: Planeje a obra com antecedência e análise quais são os possíveis riscos, como altura da fachada para a pintura e proximidade da rede elétrica. Use sinalização para alertar sobre áreas de risco elétrico.
  • Identificação de fios e cabos: Antes de iniciar qualquer atividade com instalação elétrica interna, identifique os fios e cabos elétricos. Use etiquetas e cores padronizadas para facilitar o reconhecimento.
  • Equipamento de Proteção Individual (EPI): Use EPI, como luvas isolantes, capacetes, óculos de segurança e botas com sola de borracha, para proteger-se contra choques elétricos e outros riscos.
  • Redobre a atenção: Cuidado com rolos, bastões de pintura e andaimes. Atenção para não esbarrar nos fios na hora de pintar a fachada. Além disso, antes de movimentar estruturas metálicas, como barras de ferro, arames, calhas, certifique-se de que não há risco de encostar na rede elétrica.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp! Basta clicar aqui

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui