quarta-feira, 29 de junho de 2022
16.6 C
Vitória

Mais de 3 mil andarilhos devem participar da caminhada “Passos de Anchieta”

Devoção,fé e esforço. A tradicional caminhada dos Passos de Anchieta está de volta depois de dois anos sem ser realizada por conta da pandemia de covid-19. O início do evento será no dia 16 de junho, feriado de Corpus Christi, e deve atrair cerca de 3 mil andarilhos e fiéis.

A saída será da Catedral Metropolitana de Vitória, às 7h30. De lá, eles percorrerão um trecho de 100 quilômetros, entre Vitória e Anchieta, até o dia 19 (domingo).

Durante o trajeto, os participantes passam por trechos de asfalto, praias e morros, enfrentando calor, frio, terreno acidentado e chuva.

Os andarilhos cumprem uma jornada diária média de quatro a cinco horas, percorrendo 25 km por dia. À noite, os andarilhos têm três opções para dormir: barracas, para as quais é importante levar repelente de insetos, pousadas ou hotéis da região ou dormir em casa e no dia seguinte voltar pelos transportes que são disponibilizados ao longo do trajeto.

A saída será da Catedral Metropolitana de Vitória, às 7h30. De lá, eles percorrerão um trecho de 100 quilômetros, de Vitória a Anchieta, até o dia 19 (domingo).

Além do perfil diversificado dos que topam encarar os Passos de Anchieta, o evento reúne pessoas que gostam de desfrutar da natureza ou fortalecer a fé.

Janaina Carletti, de 47 anos, vai participar do evento pela primeira vez e não esconde a ansiedade. Ela é uma das frequentadoras da equipe Marca Passo, que se reúne nos fins de semana para conhecer vários lugares e fazer caminhadas. Ela mora em Anchieta, mas irá deixar os dois filhos com a irmã para participar:

“Estou indo para começar um sonho meu e da minha irmã, que é percorrer o Caminho de Santiago da Compostela, na Espanha. Este ano vamos começar este sonho com os Passos de Anchieta. Minha expectativa são as melhores, mas também sei dos nossos cansaços e das bolhas nos pés. Haverá momentos em que vamos desanimar, mas o importante é que também será um momento de exercitar a nossa fé, pois somos católicas. Vamos no peito e na raça”, disse, confiante

“Minha expectativa são as melhores, mas também sei do cansaço e das bolhas no pé. Haverá momentos em que vamos desanimar, mas o importante é que também será um momento de exercitar a nossa fé. Vou no peito e na raça”, disse, confiante Janaina Carletti.

Já Rose Lira, 42 anos, já participou dos “Passos de Anchieta” por cinco anos e contou ser um momento inesquecível na sua vida. “Com toda a certeza, participar dos Passos de Anchieta é um momento incrível, que envolve muita amizade e companheirismo. Momento em que você evolui também como ser humano, pois você conhece novas histórias e novas pessoas. Também temos muitos casos de solidariedade, onde algumas pessoas abrem as portas das suas casas para oferecer alimentação e água para os andarilhos. Fez a diferença na minha vida e saí sempre uma pessoa melhor”, reconhece.

“É um momento que envolve muita amizade e companheirismo. Momento que você evolui também como ser humano, pois você conhece novas histórias e novas pessoas”, reconhece Rose Lira.

História
Os amigos Antonio Cesar de Andrade, Carlos Magno (mais conhecido como Lilico), Eustaquio Palhares, Lucas Izoton e Rosana Botelho, no ano de 1998, decidiram criar os Passos de Anchieta.

“Eu e mais um grupo de amigos de vida nos reunimos para pensar como divulgar o Espírito Santo para o mundo. Decidimos, assim, realizar os Passos de Anchieta. Seria um percurso ideal por contemplar várias paisagens, natureza e por passar em vários pontos turísticos, similar ao Caminho de Santiago de Compostela. Outro fato importante que tínhamos em mente é que as pessoas poderiam reviver a história do início da colonização do Espírito Santo”, disse Antonio Cesar de Andrade.

“Eu e mais um grupo de amigos de vida nos reunimos para pensar como divulgar o Espírito Santo para o mundo. Decidimos, assim, realizar os Passos de Anchieta” disse um dos fundadores e organizadores Antonio Cesar de Andrade.

Percurso 
1º dia: entre Vitória e Barra do Jucu, em Vila Velha, são percorridos em média 25 km.
2º dia: entre Barra do Jucu até Setiba, em Guarapari, perfaz 28 km.
3º dia: entre Setiba e Meaípe, são percorridos 24 km ainda em Guarapari.
4º dia: entre Meaípe até Anchieta, na Igreja Matriz.

Inscrição 

As inscrições podem ser feitas pelo site: https://ospassosdeanchieta.com/inscricoes.

Outra opção também é no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) Vila Velha – Boulevard Shopping, Rodovia do Sol, nº 5000, Itaparica – Vila Velha.

- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

  1. Ótima matéria.
    Contou resumidamente a história.
    Sucinta e objetiva.
    Os Passos 👣 👣 👣 de Anchieta é a maior mídia espontânea que o nosso estado tem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -