segunda-feira, 27 de junho de 2022
18.8 C
Vitória

Engenheiro se torna segundo brasileiro a viajar para o espaço sideral

O engenheiro de produção Victor Hespanha, morador de Belo Horizonte (MG), foi considerado o segundo brasileiro a viajar ao espaço. Acompanhado de cinco pessoas, ele participou de voo suborbital da companhia Blue Origin, do bilionário Jeff Bezos, fundador da Amazon.

A decolagem aconteceu na cidade de Van Horns, no estado americano do Texas. O voo durou cerca de dez minutos e alcançou a velocidade máxima de 3,7 mil km/h. A cápsula com os seis passageiros pousou no interior do Texas por volta das 10h40.

Victor ganhou a viagem espacial em um sorteio entre os compradores de um token não-fungível (NFT), espécie de assinatura digital para objetos e arquivos virtuais. Ele desembolsou cerca de R$ 4 mil, usando criptomoedas.

Este foi o quinto voo espacial da Blue Origin. A nave sobe até um pouco acima da Linha de Karman, a 100 km de altitude, definida como início do espaço sideral, e depois volta à Terra. Durante a descida, os passageiros têm a sensação de gravidade zero.

A nave não precisa de piloto para ir ao espaço. A decolagem ocorre na vertical, com a cápsula com os passageiros sendo lançada por um foguete. Três minutos depois do lançamento, o foguete se separa do módulo, que segue em direção à Linha de Karman. As duas embarcações retornam à Terra e podem ser usadas em outras missões.

O primeiro brasileiro a viajar ao espaço foi o astronauta profissional e ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, que foi à Estação Espacial Internacional em 2006.

Ele deixou o cargo em março para disputar eleições de outubro como candidato a deputado federal pelo Estado de São Paulo.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -