terça-feira, 3 de maio de 2022
21.6 C
Vitória

Salão do Imóvel tem mais de 4 mil unidades à venda na internet

Consultores afirmam que é hora de investir no primeiro imóvel ou na aquisição do segundo para alugar.

Quem está à procura de um imóvel pode ter acesso a um dos mais de 4 mil disponibilizados no 28º Salão do Imóvel, que está acontecendo totalmente on-line. O evento de fomento do mercado imobiliário do Espírito Santo permanece com a vitrine de vendas aberta ao público até o dia 8 de maio.

Todas as ofertas estão disponíveis no site www.salaodoimovel.com.br com preços partindo de R$ 58 mil para lotes e R$ 172 mil (unidade de três quartos, na Serra) para apartamentos. Destaque, ainda, para uma cobertura de luxo avaliada em R$ 6,4 milhões, na Praia da Costa, em Vila Velha.

A edição do salão conta com a participação de 35 empresas, entre incorporadoras, loteadoras, imobiliárias e construtoras, colocando à venda apartamentos de um, dois, três, quatro e até cinco quartos, além de casas, lotes e salas comerciais. Os imóveis estão localizados na Grande Vitória e cidades do interior como Linhares e Cachoeiro de Itapemirim.

Os imóveis estão em fase de construção e também tem a opção de lançamentos, seminovos e prontos para morar nos perfis econômico, médio e alto padrão e unidades inseridas no programa habitacional Casa Verde e Amarela.

No portal www.salaodoimovel.com.br, os visitantes poderão navegar e pesquisar por tipologia, localização, entre outros critérios. A estrutura inclui corretores de imóveis de plantão, que do outro lado da tela, estarão à disposição para complementar o atendimento e intermediar a compra. A plataforma é compatível para visualização dos produtos via smartphones, tablets e desktops, sem necessidade de download em lojas de aplicativo.

Bom momento para investir em imóveis

O 28º Salão do Imóvel Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Estado do Espírito Santo (Ademi-ES) acontece em um cenário de retomada das atividades econômicas. O setor já mostrou força em 2021, encerrando o ano com curva ascendente dos lançamentos, registrando um aumento de 25% na Grande Vitória, de acordo com pesquisa da Brain Inteligência Estratégica.

Outro fator relevante é a valorização dos empreendimentos à venda. Vitória vem ocupando uma posição de destaque no ranking das capitais com metro quadrado mais caros do país. De acordo com a pesquisa FipeZap, em 12 meses, a valorização em Vitória atingiu 20,52% em 2021. A cidade de Vila Velha também aparece na lista, registrando valorização de 20,24%.

Embora o mercado tenha experimentado uma fase importante de lançamentos, há regiões onde a demanda supera a capacidade de oferta, criando excelentes oportunidades de investimentos, com valorização garantida a médio e longo prazos.

É o caso de bairros consolidados da capital, como a Enseada do Suá e Praia do Canto, onde o setor tem projetado empreendimentos de alto padrão, puxando para cima o tíquete médio dos produtos à venda.

Outras regiões com expansão dos preços são a faixa litorânea de Vila Velha, mais precisamente em direção à Rodovia do Sol, com lançamentos de médio e alto padrão, além dos bairros tradicionais, como Itapuã, Praia da Costa e Itaparica que concentram imóveis de luxo.

“Todos esses indicadores reforçam a capacidade de atração de investimentos do mercado imobiliário capixaba, criando uma janela de oportunidades para quem deseja investir em imóveis. Na medida em que empregos vão surgindo, mais o mercado imobiliário cresce em razão da pressão de consumo por habitação e espaços para empreender. Logo os preços dos imóveis tendem a subir, nivelando demanda e oferta. Portanto, a hora de comprar é agora. Ao que tudo indica teremos em breve um ciclo de expansão dos preços, como já vem ocorrendo em bairros de Vitória e Vila Velha”, destacou Eduardo Fontes, presidente da Ademi-ES.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -