quarta-feira, 18 de maio de 2022
21.9 C
Vitória

Dia das Mães anima comerciantes e deve movimentar R$ 270 milhões no Espírito Santo

O Dia das Mães – 08 de maio – é considerado a segunda data comemorativa mais importante para as vendas do comércio no Espírito Santo, ficando atrás apenas do Natal. Neste ano, a comemoração deve movimentar cerca de R$ 270 milhões, segundo a Fecomércio-ES.

Esse valor vai representar um avanço significativo em relação a 2020, ano que começou a pandemia da Covid-19. Mas deve ficar 5% menor que a movimentação financeira real obtida em 2021. A Fecomércio acredita que alguns fatores deverão frear um pouco as vendas em relação ao ano passado, como a pressão sobre os preços e taxas de juros, que diminuem o poder de compra do consumidor.

Dentre os itens mais procurados para presentear as mães estão vestuário, calçados, acessórios, cosméticos, eletroeletrônicos e eletrodomésticos.

“Os lojistas estão com boas expectativas para o Dia das Mães. Podemos dizer que tivemos dois anos complicados por conta da pandemia da Covid-19. Esperamos um bom faturamento no mês de maio. Temos uma demanda reprimida, muitas pessoas estão renovando o guarda-roupa. Então, é um momento muito bom. Apesar de saber a situação econômica do país, acreditamos em uma boa movimentação financeira”, disse o diretor da Fecomércio, José Antonio Pupim.

Lojistas apostam na criatividade

Apesar do cenário citado acima, os lojistas estão apostando em promoções especiais para atrair os clientes. Esse é o caso da loja de cosméticos veganos, Apse Cosmetics. A diretora de marketing, Fernanda Belmok, pontuou que para impulsionar as vendas, vem realizando diversas ações, como, por exemplo, frete grátis no final de semana para clientes que compram on-line.

“Estamos fazendo promoções, kits personalizados, descontos em creme de tratamento e finalizadores para todos os tipos de cabelos. Inovamos com um cupom brinde diário. Por exemplo, ontem, quem comprava acima de 50 reais ganhava uma ecobag. Em comparação com o ano passado, estamos notando um aumento de vendas dentro do esperado”, disse Fernanda Belmok.

Outro segmento bastante explorado para presentear as mães é o de acessórios. A microempreendedora Heloisa Lagnier, proprietária da loja de HHLaignier, de semijoias, espera um bom lucro, mesmo com a inflação que influencia diretamente o seu trabalho de revenda.

“Minha fornecedora é de São Paulo. Senti um aumento no preço por conta da inflação e isso, infelizmente, precisa ser repassado para os clientes. Mas acredito em um bom resultado neste mês das mães. Para isso usamos bastante on-line para atrair os consumidores. Especificamente para o Dia das Mães, venho explorando promoções exclusivas e embalagens próprias de presente. Tudo para deixar o momento mais especial”, ressaltou Heloisa Lagnier.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -