sexta-feira, 24 de junho de 2022
23.3 C
Vitória

Corpo de criança que morreu em escola será sepultado neste domingo (22)

O enterro da criança que faleceu após sofrer um mal súbito em uma escola da rede municipal de ensino de Vitória ocorre neste domingo (22), às 9h30, no cemitério de Maruípe.

O velório, sob forte comoção de familiares e amigos da estudante Estéfany Gonçalves dos Santos, de 11 anos, ocorre neste sábado (21), na igreja Adventista do Sétimo Dia, em São Pedro, em Vitória.

A criança faleceu após sofrer um mal súbito, nesta sexta-feira (20), na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Francisco Lacerda de Aguiar, na Grande São Pedro, na capital. O enterro ocorre neste domingo (21), às 9h30, no cemitério de Maruípe.

Igreja fica em São Pedro, onde ocorre o velório

Bastante abalados, os pais da menina, a dona de casa Glauciane Gonçalves do Nascimento, e o pai, Welington Nascimento dos Santos, não quiseram conversar com a imprensa.

A reportagem do MovNews entrou em contato com o tio da criança, Bruno Moreira Dias, que está cuidando da liberação do corpo e sepultamento. Visivelmente consternado, ele comentou como a família soube de toda a situação.

“Estamos arrasados. Os pais estão sem chão. Desde ontem eles estão sendo medicados para tentar descansar um pouco. Foi muito difícil saber da notícia, eles estavam na escola e acompanharam o socorro da filha. Até que chamaram em particular e disseram que o óbito estava confirmado”, disse o tio.

Escola onde menina de 1 11 anos morreu, na Grande São Pedro

O tio da criança ainda comentou que Estéfany teve problemas de saúde na gestação e que era portadora de cardiopatia. Mas que era acompanhada regularmente por médicos e que ela estava saudável.

“Ela teve um problema quando nasceu, respirou um pouco de líquido dentro do útero da mãe. Quando eu cheguei na escola a notícia que eu recebi foi que estava ocorrendo o atendimento do Samu. A mãe me disse que queria ter pego a criança e levado logo ao hospital, mas que a escola estava insistindo na espera do Samu. E que quando o carro chegou não tinha aparelho de reanimação e foi preciso chamar outro carro. Tudo isso demorou mais de uma hora”, disse Bruno Moreira Dias

As lembranças que ficam da sobrinha são de alegria. Estéfany e a família se preparavam para comemorar mais um mês de aniversário de sua irmã mais nova, Natália Gonçalves dos Santos.

“Ela era uma menina doce, alegre, descontraída e amiga. Era um pouco caseira. Estava extremamente feliz com a festinha de mesário que estávamos planejando para a irmã mais nova, de quatro meses”, finalizou o tio.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Educação informa que uma parceria entre o Corpo de Bombeiros e a Seme treinou os coordenadores escolares para prestarem os primeiros socorros.
“A estudante foi imediatamente socorrida pela equipe, que logo acionou o Samu e a família dela. O SAMU passou a prestar o atendimento e as orientações por telefone enquanto enviava a ambulância. A equipe da unidade de ensino fez tudo o que estava ao alcance dele sob a orientação do SAMU, mas ela não resistiu.” 

O caso

Na tarde desta sexta-feira (20), a aluna do 5º ano, Estéfany Gonçalves dos Santos, de 11 anos, começou a passar mal no refeitório da Escola Francisco Lacerda de Aguiar, na Grande São Pedro, em Vitória, depois de lanchar.

Ela recebeu os primeiros socorros no local e em seguida foi levada para uma sala isolada, longe da presença de outros estudantes. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado mas equipe médica não conseguiu reanimar a criança.

O corpo da estudante foi retirado da escola por volta das 18 horas.

 

 

- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -