segunda-feira, 2 de maio de 2022
21.6 C
Vitória

Brasileiro tem a menor renda média desde 2012. São mais de 12 milhões de desempregados

Mais de 12 milhões de desempregados. Mais pessoas que toda a população de Portugal.

Entre janeiro e março deste ano, 11,1% dos trabalhadores brasileiros não conseguiram um emprego. É a menor taxa desde 2016 para um primeiro trimestre, mas ela representa quase 12 milhões de desempregados. É como se toda a população de Portugal estivesse desempregada.

Segundo o IBGE, a renda média dos trabalhadores diminuiu quase 9% em um ano. Num primeiro trimestre, é a menor renda média registrada desde o início da série, em 2012.

Levantamento da consultoria IDados, feito com base nos dados da Pnad, mostra que mais de 33 milhões de brasileiros recebiam um salário mínimo ou menos no final de 2021. É o maior contingente da série histórica que teve início em 2012 e equivale a quase 35% dos brasileiros com ocupação.

Negros trabalhadores têm mais dificuldade de manter o emprego e renda.

O levantamento revela que o cenário é bem mais desafiador para os trabalhadores negros. Quatro em cada dez ganham o mínimo ou menos, enquanto apenas um quarto dos brancos recebe tão pouco.

Salário Mínimo

De acordo com dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), em março de 2022, o salário mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 6.394,76, ou 5,28 vezes o mínimo de R$ 1.212,00.

Em fevereiro, o valor necessário era de R$ 6.012,18, ou 4,96 vezes o piso mínimo. Em março de 2021, o valor do mínimo necessário deveria ter sido de R$ 5.315,74, ou 4,83 vezes o mínimo vigente na época, de R$ 1.100,00.

Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o
desconto de 7,5% referente à Previdência Social, verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu em média, em março de 2022, 58,57% do rendimento para adquirir os produtos da cesta, mais do que em fevereiro, quando o percentual foi de 56,11%. Em março de 2021, quando o salário mínimo era de R$ 1.100,00, o percentual ficou em 53,71%.

 

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -