quarta-feira, 18 de maio de 2022
24.9 C
Vitória

Associação de fabricantes de ônibus uni forças ao plano nacional para reduzir mortes no trânsito

A Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus (Fabus) assinou termo de cooperação aderindo a dois pilares do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), que visa diminuir em 50% o número de vítimas no trânsito na próxima década: segurança veicular e educação para o trânsito.

“É positivamente simbólico o Maio Amarelo começar com a adesão dessa importante associação. Com o auxílio de entidades representativas, as ações ligadas à segurança veicular e à educação para o trânsito chegarão a mais pessoas. Reduzir à metade até 2028 o número de pessoas feridas e mortas no trânsito é um trabalho de todos. Atuando em conjunto, é possível preservar 86 mil vidas”, avaliou o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

O Pnatrans possui seis pilares: gestão de segurança no trânsito; vias seguras; segurança veicular; educação para o trânsito; atendimento às vítimas; e normatização e fiscalização.

Até o momento, já declararam compromisso ao plano, que traz 160 ações prioritárias para reduzir o número de fatalidades nas rodovias, 16 unidades da Federação e entidades como a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e o Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças).

Integração

De acordo com secretário nacional de Trânsito, Frederico Carneiro, cada entidade de trânsito e os demais interessados podem se empenhar em alertar, reforçar as campanhas educativas e de fiscalização para reduzir o número de mortes e mostrar o papel de cada um trânsito.

“É muito importante essa integração de todos os órgãos e entidades, principalmente quando o assunto é salvar vidas e promover a segurança viária. A troca de informações para preparar medidas e metas para o futuro vão ajudar a melhorar o trânsito e reduzir os acidentes”.

Maio Amarelo

É um movimento internacional, com ações coordenadas entre o poder público e a sociedade civil, de conscientização para redução de acidentes de trânsito no mundo. O mês de maio se tornou referência para balanço das ações realizadas em todo o planeta após o decreto da Organização das Nações Unidas (ONU) que iniciou a Década de Ação para Segurança no Trânsito, em 11 de maio de 2011.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -