terça-feira, 19 de abril de 2022
26.6 C
Vitória

PMV responde à Ordem dos Advogados: Radar não é viável em Camburi

A Prefeitura de Vitória foi rápida na resposta ao presidente da OAB-ES e afirmou que já foram feitas análises técnicas para implantação de radares em Camburi e que as mesmas apontaram para o risco de engarrafamentos e aumento no número de acidentes.

“Já foi realizada análise sobre implantação de redutor no local, mas essa alternativa não é adequada para a via, visto que provocaria retenções e maior risco de acidentes”, afirma a PMV.
Por meio da  Secretaria de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória (Setran), a Prefeitura informa que a sinalização da via segue todas as normas estabelecidas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Informa, ainda, que o ofício encaminhado pela OAB-ES chegou à PMV nesta segunda-feira (18) e passará por uma avaliação técnica  da Setran.
A nota da PMV ressalta ainda que a via está bem sinalizada e tem velocidade regulamentada de 60km. “Já foi realizada análise sobre implantação de redutor no local, mas essa alternativa não é adequada para a via, visto que provocaria retenções e maior risco de acidentes”, continua.
Levantamento do Observatório de Segurança Pública do Espírito Santo aponta que o número de acidentes na Avenida Dante Micheline também está em queda. Em 2019, foram 314 acidentes registrados e uma vítima fatal, em 2020, 276 e sem vítima fatal, e em 2021, 176 acidentes, também sem vítima fatal.
A Setran reforça que milhares de pessoas receberam orientações e material de divulgação das equipes de Educação para o Trânsito em escolas, feiras livres, centros comunitários, eventos internos e externos, cruzamentos, palestras, entre outros.
Também foram utilizados teatros, representações artísticas e apresentações lúdicas com personagens que fazem alusão aos perigos e às diversas situações do dia a dia no trânsito.
A Setran apela aos motoristas que obedeçam a sinalização de trânsito para evitar acidentes.
A nota da Setran foi uma resposta ao pedido do presidente da OAB-ES, José Carlos Rizk Filho, para que o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini (Republicanos), considerasse a instalação de radares em Camburi. De acordo com Rizk, ouvido por nossa reportagem, sem fiscalização e punição educativa os acidentes vão continuar a acontecer.
A manifestação de Rizk vem após a morte da jovem Luísa Lopes, neste fim de semana, em uma das pistas de Camburi. Ela foi atropelada quando andava de bicleta e acabou arrastada, morrendo ainda no local do acidente. A motorista pagou fiança de R$ 3 mil e vai responder em liberdade.
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -