quinta-feira, 19 de maio de 2022
20.9 C
Vitória

Espírito Santo: Mercado imobiliário de alto padrão continua aquecido

Praias, montanhas, pontos turísticos variados e qualidade de vida. Esses são alguns dos fatores que fazem o Espírito Santo ser atrativo para o mercado imobiliário de médio e alto padrão. Domingos Martins, Guarapari, Serra, Vitória e Vila Velha são as cidades mais procuradas pelo segmento.

A Pesquisa Indicadores Imobiliários, realizada pela Brain Inteligência Estratégica, em parceria com a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Estado do Espírito Santo (Ademi-ES), apontou que as tipologias mais ofertadas em 2021 foram de lançamentos de imóveis de médio e alto padrão, que somaram 4.191 unidades, enquanto o segmento econômico totalizou 1.908 ofertas. Isso comprova que houve um aumento na projeção de unidades de luxo.

Em contato com o presidente da Ademi-ES, Eduardo Fontes, o mesmo citou que são muitos os atrativos do Estado para o setor imobiliário, entre eles a dinâmica da Grande Vitória.

“Temos uma região metropolitana proporcionalmente menor, o que permite o deslocamento e uma integração natural entre as cidades. Essa geografia dá ao mercado melhores alternativas para investimentos, criando novas áreas de desejo para o consumidor e a qualificação dos espaços das cidades”, disse Eduardo Fontes.

 

Os mais procurados

As localidades mais procuradas abrangem o litoral e as montanhas capixabas, o que garante ao Estado empreendimentos diversos, sobretudo os condomínios horizontais, de alto valor agregado.

“A localização é um dos fatores que contribui para a valorização de um imóvel, mas as características da propriedade também agregam valor. Sendo assim, o mercado consegue oferecer imóveis de luxo em diferentes regiões e cidades do Espírito Santo”, finalizou o presidente.

Corretora comemora crescimento

Há 20 anos no ramo imobiliário, a corretora Fernanda Mendes, acompanhou um aumento consistente de 22% em relação à venda no ano de 2021 para 2022, o que ela acredita que seguirá como tendência para este ano.

“O mercado está aquecido pela falta de imóveis. Temos construtora procurando terrenos para iniciar projetos. Com a pandemia, tivemos uma procura de imóveis de médio e alto padrão. A tendência é que as pessoas busquem por um conforto maior em casa”, disse Fernanda Mendes.

Vantagens

Neste contexto de valorização, a procura pelo imóvel próprio é cercada de vantagens. A principal delas é a estabilidade e a obtenção de um bem material que agrega valor com o passar dos anos.

“Uma das principais vantagens é a rentabilidade. Um imóvel bem cuidado não será desvalorizado, ou seja, não terá perda de dinheiro. Outro ponto é a estabilidade e uma qualidade de vida melhor. Com a Covid-19, as pessoas valorizaram mais as reuniões familiares e com isso a construção civil ganhou uma demanda a mais”, finalizou a corretora.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -