quinta-feira, 19 de maio de 2022
20.9 C
Vitória

Dengue avança e notificações batem recorde entre março e abril

Entre março e abril desse ano a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) registrou 45% dos novos casos de dengue no Estado. A água parada e o calor são a combinação perfeita para a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, vetor da doença.

Nas últimas quatro semanas epidemiológicas de 2022, correspondentes ao período de 27 de março a 23 de abril, a Secretaria da Saúde (Sesa) registrou 45,3% de todas as notificações do ano: 2.348 casos do total de 5.173 desde janeiro.

Segundo o chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, Roberto Laperriere Júnior, a questão climática é um dos fatores que proporciona o aumento de novos casos, não somente da dengue, mas das demais arboviroses, como Zika e Chikungunya.

“A dengue é considerada uma doença endêmica, temos durante todo o ano, mas sabemos que a questão climática auxilia no ciclo de reprodução do mosquito. Os dias mais quentes, principalmente sucedidos de chuvas, formam o cenário ideal para o Aedes aegypti, uma vez que o calor acelera o ciclo do mosquito”, explicou Laperriere.

Com o forte calor registrado no mês de abril e os inúmeros casos de água parada, este mês já marcou um dos maiores aumentos de casos notificados, quando comparado aos últimos três anos.

“São dados que monitoramos diariamente e, apesar do aumento nessas semanas, temos tido uma redução nos casos notificados quando comparado especialmente a 2019, ano que registramos mais de 70 mil casos. É uma redução de 79% entre as semanas epidemiológicas e para que isso continue, precisamos garantir todo cuidado no combate ao mosquito”, reforçou.

Confira a tabela com o número de casos de dengue por semana epidemiológica

16º boletim epidemiológico da dengue. Fonte: Secretaria da Saúde (Sesa)

Como se prevenir:

  • Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;
  • Tirar água dos pratos de plantas;
  • Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;
  • Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;
  • Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;
  • Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Relacionados

- Publicidade -